Lutador de jiu-jitsu condenado a sete anos de prisão aguarda recurso em liberdade

0
Julgamento - Jornal bom dia
Julgamento foi realizado em Rio Preto — Foto: Monize Poiani/TV TEM/Arquivo

O lutador de jiu-jitsu condenado a sete anos de prisão em regime fechado por espancar a ex-mulher e um amigo dela em 2015, em São José do Rio Preto (SP), vai aguardar o recurso em liberdade após uma decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ) na segunda-feira (10).

O julgamento do caso foi realizado no dia 29 de novembro e Leonardo de Oliveira Gonçalves responde por tentativa de homicídio e agressão.

O advogado do réu, Mário Guioto Filho, disse que o lutador surtou e não tinha a intenção de matar a ex-mulher e o comerciante. “Ele ficou tomado de uma emoção e não controlou os ânimos. Os laudos médicos das vítimas não indicam risco à vida.”