Líder do PC do B anuncia que partido vai negociar eventual apoio até com Maia

0

Atual presidente da Câmara não assumiu candidatura à reeleição, mas já negocia apoio de partidos governistas e oposicionistas; nesta terça (17), PDT lançou a candidatura de André Figueiredo (CE).

O líder do PC do B na Câmara, deputado Daniel Almeida (BA), anunciou nesta quarta-feira (18), por meio de nota, que sua bancada irá se sentar à mesa para discutir o apoio dos parlamentares comunistas com legendas da oposição – campo político integrado pela sigla – e até mesmo com o atual presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que faz parte da base de sustentação de Michel Temer.

O parlamentar fluminense ainda não assumiu a candidatura à reeleição, mas negocia intensamente apoio para sua tentativa de permanecer mais dois anos na chefia da casa legislativa.

Apesar de o PC do B ter votado contra o impeachment de Dilma Rousseff e ter denunciado que o afastamento da petista do Palácio do Planalto foi um “golpe”, parte dos deputados comunistas está propensa a negociar o apoio à reeleição de Rodrigo Maia.

No entanto, o PDT – partido que compõe a ala de oposição a Temer dentro do Congresso Nacional ao lado de PT, Rede, PSOL e PC do B – lançou o deputado André Figueiredo (CE) candidato à presidência da Câmara nesta terça (17). O pedetista, contudo, não é consenso entre as siglas oposicionistas.

Além de Figueiredo, já se lançaram candidatos na eleição que ocorrerá no dia 2 de fevereiro os deputados Jovair Arantes (PTB-GO) e Rogério Rosso (PSD-DF).

Nesta terça, o vice-presidente nacional do PT, deputado Paulo Teixeira (SP), informou que o partido decidiu criar uma comissão de deputados para negociar com os candidatos à presidência da Câmara.

Parte dos parlamentares petistas defende que a legenda apoie a candidatura de Rodrigo Maia . Enquanto isso, outros deputados do PT também cogitam dar apoio a Jovair Arantes, que foi o relator do processo de impeachment de Dilma na Câmara.

“O PC do B e sua aguerrida bancada se orienta pela defesa do equilíbrio e da harmonia entre os poderes, pela defesa da democracia. Com base nessa referência democrática, dialogaremos com o nosso campo político e com setores mais amplos, entre eles o atual presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ)”, escreveu Daniel Almeida em trecho da nota divulgada nesta quarta.

Candidatura questionada

Apesar de não se declarar candidato, Rodrigo Maia já afirmou que “caminha” para disputar a reeleição. Ele, inclusive, tem viajado pelo país para conversar sobre sua eventual candidatura nas bases eleitorais dos colegas do Legislativo.

A provável candidatura do atual presidente da Câmara é questionada por alguns parlamentares, entre os quais os três rivais na corrida pelo comando da Casa: Jovair, Rosso e Figueiredo.

O deputado do PDT chegou a ingressar com uma ação do Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo que a Corte impeça Maia de disputar o cargo novamente. A presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, deu a Maia prazo de 10 dias para ele se manifestar sobre a ação movida pelo parlamentar cearense.

Rogério Rosso encaminhou uma consulta à Comissão de Constituição e Justiça da Câmara que questiona a candidatura de Rodrigo Maia.

Jovair, por outro lado, avisou que recorrerá ao Supremo se Rodrigo Maia for reeleito para a presidência da Câmara.

DEIXE UMA RESPOSTA