Lei do prefeito Vinholi estimula novos postos de trabalho para Catanduva

0

Voltada para a o Desenvolvimento Empresarial, a nova Lei começa a atrair empresas, emprego e renda

Em 8 de março de 2016, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade a LC 0827/16 – Programa de Desenvolvimento Empresarial e Industrial de Catanduva, de autoria do prefeito Geraldo Vinholi, a qual trata de incentivos fiscais e já apresenta resultados favoráveis à geração de emprego e renda ao município, mesmo diante da crise econômica pela qual passa o país.
No Programa de Desenvolvimento Empresarial de Catanduva, Vinholi objetivou incentivar e fortalecer empreendimentos que desenvolvam processo produtivo nos mais variados setores, dando incentivo fiscal a fim de que empresas se instalem ou expandam suas atividades no município.
Como reflexo desta Lei, na última semana, o prefeito Vinholi recebeu em seu gabinete o presidente da Empresa Pedro Monteleone – Mercedes Bens, Mayrton Monteleone Filho e diretores da Empresa Gafor Logística, representado pelo seu diretor Comercial Sr. Maurício M. Mei e o presidente do Prodeica, Fernando C. Braz.
O motivo da reunião foi apresentar ao chefe do executivo uma nova proposta de empreendimento que surge para nossa cidade.
Para o prefeito Vinholi, a lei objetiva expandir as cadeias produtivas e a geração de emprego e renda para os trabalhadores, e mesmo com o pouco tempo de seu estabelecimento, já gera interesse. “Esta Lei é uma forma de a Prefeitura de Catanduva vencer as dificuldades da crise nacional, dando incentivo fiscal aos empresários para que instalem ou expandam seus negócios em nosso município, gerando mais postos de trabalho e renda para as famílias catanduvenses.”
Catanduva apresenta um conjunto de condições necessárias que estão de acordo com os interesses da Gafor, além de incentivos fiscais, o município oferece infraestrutura adequada para suas operações, uma posição geográfica estratégica, pois o foco do empreendimento está nas áreas de plantio de cana de açúcar. Catanduva possui todos estes requisitos necessários. Segundo Mauricio Mei, com a centralização do segmento de logística.

DEIXE UMA RESPOSTA