Leandro Mazzini

0
leandreo mazzini - jornal bom dia

Bolsonaro convoca fiscais

A campanha do candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) intensifica a convocação de filiados e apoiadores para atuarem como fiscais credenciados ou voluntários nas sessões de votação no domingo, 28, segundo turno das eleições. No “guia” que convoca e orienta os eleitores alinhados com o deputado que lidera as pesquisas, o PSL afirma que “as urnas eletrônicas possuem fragilidades já apontadas por especialistas”. O presidente da legenda, Gustavo Bebianno, em vídeo de recrutamento de fiscais, afirma que, no primeiro turno, “recebemos relatos de problemas com as urnas eletrônicas em todo o País.”

QR Code

Bebianno também fala em “garantia de normalidade democrática” e afirma que a participação dos “fiscais do Jair” será decisiva no segundo turno. Aos voluntários, o PSL orienta a “missão”: capturar o QR Code do Boletim de Urna de seções e zonas eleitorais para uma totalização paralela dos votos.

Auditoria

Após o primeiro turno, o PSL e eleitores de Bolsonaro pediram auditoria de urnas que supostamente apresentaram problemas. A Justiça Eleitoral acatou o pedido e descartou indícios de fraude na votação após auditar equipamentos em cinco estados.

Carta

Nessa semana, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Rosa Weber, e os presidentes dos tribunais regionais eleitorais (TREs) divulgaram uma “Carta à Nação
Brasileira”, na qual reafirmaram a segurança das urnas eletrônicas e do processo eleitoral.

Currículo

Cotado para integrar a cúpula do eventual governo de Jair Bolsonaro (PSL), o deputado Alberto Fraga (DEM-DF) tem no currículo duas condenações na Justiça. Uma por corrupção
e outra por porte ilegal de armas. O parlamentar também foi alvo de um processo no Conselho de Ética da Câmara por caluniar Marielle Franco.

Fake News

O deputado postou acusações falsas sobre Marielle Franco nas redes sociais depois do assassinato da vereadora. Ao arquivar o processo, o Conselho de Ética entendeu que “os parlamentares têm imunidade de opinião mesmo estando fora da Câmara”.

Reajuste

A Medida Provisória (MP 849/18) que adia o aumento dos servidores públicos federais já recebeu 120 emendas parlamentares, a maioria pela manutenção dos reajustes.

Ativos & inativos

A MP prevê que o cancelamento do reajuste atingirá 209 mil servidores civis ativos, além de 163 mil inativos, e irá resultar em uma economia de R$ 4,7 bilhões para o exercício de 2019.

Decreto

Senador José Pimentel (PT-CE) diz que o que governo Temer quer criminalizar os movimentos sociais com o Decreto Presidencial 9.527/2018, que criou a Força-Tarefa
de Inteligência para o enfrentamento ao crime organizado no Brasil.

Ato institucional

O petista apresentou Projeto Legislativo (PDS 110/2018) para sustar o decreto publicado em 16 de outubro: “Trata-se de um verdadeiro ‘ato institucional’ de cunho autoritário e preparatório para uma ofensiva ao regime democrático sem precedentes”.

Justiça & paz

A três dias do segundo turno das eleições no país, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) defende que a democracia seja respeitada e valores, como justiça e paz
social, preservados. “Exortamos a que se deponham armas de ódio e de vingança que têm gerado um clima de violência, estimulado por notícias falsas, discursos e posturas
radicais”, frisa carta da entidade.