Laudo aponta que adolescente matou namorado em motel de Penápolis

0
Motel fica às margens da rodovia Assis Chateaubriand, em Penápolis (Foto: Tom Mazin/TV TEM)

Segundo a polícia, garota atirou no namorado com a arma dele.
Adolescente responderá por ato infracional de homicídio, diz promotor.

A Polícia Civil de Penápolis (SP) concluiu as investigações sobre o homicídio dentro de um motel da cidade, no dia 27 de novembro. Segundo o delegado responsável pelo caso, Jovair Gruppo, a adolescente de 17 anos foi a autora do crime, apesar dela não ter confessado o assassinato de Wender Max Rodrigues, de 20 anos.

De acordo com o delegado, todos os laudos da perícia apontaram a adolescente como autora do crime. O resultado da investigação será encaminhado para a Vara da Infância e Juventude de Penápolis, que vai decidir quais serão as medidas socioeducativas aplicadas à menor.

Motel fica às margens da rodovia Assis Chateaubriand, em Penápolis (Foto: Tom Mazim/TVTEM)
Motel fica às margens da rodovia Assis Chateaubriand (Foto: Tom Mazim/TVTEM)

Segundo a polícia, a arma usada no crime seria da própria vítima. A informação foi confirmada pela adolescente e por um casal de amigos que estava no quarto ao lado.

O promotor de Justiça do caso, José Fernando da Cunha, disse que ainda vai analisar as medidas cabíveis. A adolescente, que estava em uma cela feminina da cadeia de Lavínia (SP) desde o dia do crime, foi transferida para a Fundação Casa de Cerqueira César (SP). Ela responderá por ato infracional de homicídio.

A Polícia Civil abriu uma investigação separada para analisar a conduta do dono do motel em permitir a entrada de menores no estabelecimento.

O caso
De acordo com informações da polícia, a adolescente de 17 anos negou em depoimento a autoria do crime. A menor disse que estava no banheiro do quarto quando escutou o barulho de tiro e, ao sair, viu o namorado caído, baleado na cabeça.

O jovem foi socorrido por uma unidade de resgate do Corpo de Bombeiros e levado em estado gravíssimo para o pronto-socorro de Penápolis, de onde foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da Santa Casa de Araçatuba (SP), mas não resistiu.

A polícia fez buscas na região do motel e encontrou um revólver, usado no crime. Uma camareira disse à polícia que viu a adolescente sair do quarto com um objeto, mas não soube dizer o que era. A polícia suspeita que seja o revólver.

DEIXE UMA RESPOSTA