Justiça faz audiência para ouvir massoterapeuta acusado de abusar de meninos em projeto social

0
Massoterapeuta José Luiz de Oliveira, de Garça, de 60 anos, foi preso e encaminhado para a cadeia de Barra Bonita — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Justiça realizará nesta quinta-feira (16) a primeira audiência de instrução para ouvir o massoterapeuta José Luiz de Oliveira, mais conhecido como “Zelão”, que foi preso em junho do ano passado, em Garça (SP), acusado de abusar de meninos que integravam um projeto social de futebol.

A audiência será às 14h, no Fórum de Garça, onde vítimas e as testemunhas foram intimadas e serão ouvidas. O réu também participará da audiência.

O massoterapeuta era voluntário no projeto social que atende crianças e adolescentes de 5 a 15 anos. De acordo com o responsável pelo projeto, eles nunca desconfiaram de nada.

Ele foi preso após a mãe de um dos adolescentes encontrar mensagens nas redes sociais dele com o filho e procurar a polícia.

As mensagens foram anexadas ao inquérito policial que investiga o caso. Em agosto, a Justiça negou um pedido de liberdade provisória. Ele está respondendo pelos crimes de estupro de vulnerável e favorecimento a prostituição. A pena pode chegar até 25 anos de prisão.

Mãe fez denúncia após ver as mensagens no celular do filho - garça massoterapeuta pedofilia abuso — Foto: TV TEM / Reprodução
Mãe fez denúncia após ver as mensagens no celular do filho – garça massoterapeuta pedofilia abuso — Foto: TV TEM / Reprodução

O caso

O massoterapeuta José Luiz Oliveira, de 60 anos, foi preso no dia 25 de junho pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), após a Polícia Civil receber várias denúncias de familiares de meninos atendidos pelo projeto social. Ele teve a prisão temporária decretada.

Segundo a polícia, José foi descoberto porque utilizava as redes sociais para assediar os meninos. Em um dos trechos da conversa, o suspeito diz que ama o adolescente e pergunta ao garoto de 13 anos se ainda o quer como mulher. Já em outra conversa, ele diz que está com saudade.

Em outra mensagem, ele insiste e pergunta o que garoto precisa para ir à casa dele e chega a passar o número do cartão de crédito.

Foi em uma dessas conversas que a mãe descobriu que o filho estava frequentando a casa do massoterapeuta.

De acordo com as investigações da polícia, em todos os casos o massoterapeuta atraía as crianças até a casa dele com a promessa de dar presentes e até dinheiro.

Em uma das mensagens, o massoterapeuta de Garça preso por estupro de vulnerável diz que ama o adolescente e pergunta se ele ainda o quer como mulher — Foto: TV TEM/Reprodução
Em uma das mensagens, o massoterapeuta de Garça preso por estupro de vulnerável diz que ama o adolescente e pergunta se ele ainda o quer como mulher — Foto: TV TEM/Reprodução

Segundo a Polícia Civil , os abusos foram confirmados por meio dos depoimentos, das conversas e da confissão do suspeito.

A delegada que acompanhou o caso ainda pediu a quebra do sigilo telefônico dele para tentar identificar outras vítimas.

Durante as buscas na casa dele, a polícia apreendeu uma chuteira infantil nova, camisa de clube de futebol, preservativos e também um celular que, de acordo com a polícia, seria de uma criança.