Justiça determina que Estado contrate delegados em três meses

0
Governador Geraldo Alckmin esteve na região nesta sexta-feira (Foto: Reprodução/TV TEM)

MP entrou com liminar por falta de delegados em Ilha Solteira e Itapura.
Alckmin disse que colocar delegado em cidade pequena seria desperdício.

Uma liminar da Justiça determinou nesta sexta-feira (3) que o governo do Estado de São Paulo tem três meses para contratar delegados e seis meses para convocar policiais para as delegacias de Ilha Solteira (SP) e Itapura (SP).

O Ministério Público tinha entrado com uma ação civil pública pedindo a contratação desses profissionais. A Justiça estipulou multa de R$ 50 mil por dia, para cada cargo não preenchido. De acordo com o MP, em Itapura e na Delegacia de Defesa da Mulher de Ilha Solteira, por exemplo, não têm nem delegado.

O governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB), esteve nesta sexta-feira (3) na região noroeste paulista e falou sobre essa decisão da Justiça. “Vamos recorrer imediatamente porque não é função entrar, se imiscuir em assunto da administração municipal, é um judicialismo desnecessário. Já nomeamos no fim do ano passado 442 policiais civis, 80 delegados, 79 investigadores e 283 escrivães. O curso da academia de polícia termina neste mês de março. Até o fim de março eles já assumem o seu trabalho”, afirma o governador.

Alckmin esteve no noroeste paulista para a formatura dos alunos da Escola de Qualificação Profissional, em Braúna (SP), e para assinatura de convênio entre a Casa Civil e o município para obras de infraestrutura. O governador disse também que colocar delegado em apenas uma cidade pequena seria desperdício de dinheiro público. “Se você colocar um delegado numa cidade de mil habitantes ele vai pescar, não tem sentido isso. Não podemos desperdiçar dinheiro público. Cidades muito pequenas você coloca um delegado e ele responde por duas ou três cidades”, diz o governador.

DEIXE UMA RESPOSTA