Justiça determina internação de menores que agrediram deficiente em rodoviária

0
Menores foram detidos pela Guarda Municipal (Foto: Divulgação/Guarda Municipal)

Adolescentes espancaram lavrador com problemas nos joelhos em São José do Rio Preto (SP); câmera de segurança registrou o caso.

A Vara da Infância e Juventude determinou a internação dos cinco adolescentes que agrediram um deficiente físico no Terminal Rodoviário de São José do Rio Preto (SP), na quarta-feira (18). As câmeras de segurança do local registraram o crime.

Promotoria pede internação de adolescentes que agrediram deficiente em rodoviária
Promotoria pede internação de adolescentes que agrediram deficiente em rodoviária

A decisão foi tomada após um pedido da Promotoria da Infância e Juventude. Dois dos adolescentes têm 17 anos e os outros têm 13, 15 e 16 anos. A vítima é um lavrador que tem problemas nos joelhos e, por isso, só anda de muletas.

Os menores confirmaram a agressão, e disseram que viram o homem levantando a saia de uma mulher usando a muleta. A vítima nega o fato e disse que se deitou na escada do ônibus e o motorista reclamou da atitude dele.

Muleta que a vítima usada foi quebrada na ação  (Foto: Divulgação/Guarda Municipal)
Muleta que a vítima usada foi quebrada na ação (Foto: Divulgação/Guarda Municipal)

A apreensão foi feita pela Guarda Municipal. De acordo com a GCM, a ocorrência foi flagrada pelo monitoramento de câmeras da Guarda Municipal no local, que também identificou os agressores pelas imagens.

O lavrador, de 57 anos, teve escoriações na cabeça, na boca e no corpo e está em observação na Unidade de Pronto-Atendimento do bairro Tangará.

A ocorrência foi levada para a Central de Flagrantes e os cinco menores foram apreendidos por lesão corporal.

A prefeitura de Rio Preto disse, por nota, que a segurança dos passageiros no terminal urbano é realizada pela Guarda Municipal.

A Emurb (Empresa Municipal de Urbanismo) disponibiliza câmeras de segurança que são monitoradas pela Guarda e pela Polícia Militar. A Emurb informa ainda que todas as ocorrências devem ser denunciadas pelo número 153.