Justiça decreta prisão preventiva de empresário suspeito de matar homem com cerca de 10 tiros em Araçatuba

0
Suspeito foi preso após cometer crime em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM

A Justiça converteu em preventiva a prisão em flagrante do empresário Antônio Berti Júnior, de 40 anos, suspeito de matar com pelo menos dez tiros Alessandro de Oliveira Aoki em um posto de combustíveis, em Araçatuba (SP).

A decisão do juiz foi tomada durante uma audiência de custódia realizada horas depois do crime ser cometido na madrugada desta quinta-feira (18), no bairro Parque Baguaçu.

De acordo com a Polícia Civil, o empresário chegou ao local, sentou ao lado da vítima, que estava acompanhado de amigos, e começou a conversar com o grupo.

“Em determinado momento, ele pediu para o suspeito ir embora, pois estaria incomodando. Em seguida, o empresário saiu do posto, buscou a arma, voltou ao local e disparou diversas vezes contra a vítima, afirma o Getúlio Silvio Nardo.

Arma utilizada no crime e munições foram apreendidas em Araçatuba  — Foto: Reprodução/TV TEM
Arma utilizada no crime e munições foram apreendidas em Araçatuba — Foto: Reprodução/TV TEM

Ainda segundo a polícia, o suspeito foi preso depois de cometer o crime. O veículo usado foi apreendido e dentro dele foram encontradas a arma e munições.

Antônio Berti Júnior foi levado ao Centro de Detenção Provisória de Nova Independência (SP), onde cumprirá a pena. Ele vai responder por homicídio por motivo torpe e sem chance de defesa.

O corpo da vítima foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Araçatuba. Ainda não há informações sobre velório e enterro.