Justiça adia julgamento de acusado de matar taxista há 17 anos em Rio Preto

0

Novo julgamento foi remarcado para às 9h30 do dia 22 de maio porque uma das testemunhas não estava presente nesta terça-feira (15).

Foi remarcado o julgamento do acusado de matar um taxistaem São José do Rio Preto (SP), em 2001. O adiamento da audiência aconteceu pela quinta vez porque uma testemunha comum não estava presente.

O novo julgamento foi remarcado para às 9h30 da próxima terça-feira (22).

O crime aconteceu no dia 14 de março de 2001. O taxista Marcos Vinícius Rosolen foi morto a tiros em um bairro de chácaras em Cedral (SP) depois de cair em uma emboscada, segundo o Ministério Público, armada por um colega de profissão. José Lopes de Almeida, que seria julgado nesta terça-feira, é acusado de ser o autor dos tiros.