Japonês de 14 anos vira sensação do tênis de mesa e quebra recordes rumo a 2020

0

Tomokazu Harimoto se torna o mais jovem campeão de uma etapa do Circuito Mundial em busca do título olímpico em Tóquio

O jeito de menino já não pega mais os adversários desavisados. Tomokazu Harimoto já se consolidou como a sensação do tênis de mesa, quebrando diversos recordes na modalidade. No domingo, o japonês se tornou o mais jovem atleta a se tornar campeão de uma etapa do Circuito Mundial com apenas 14 anos e 61 dias de idade ao vencer o torneio de simples do Open da República Tcheca, em Olomouc (veja os melhores momentos da final). Mais um passo do garoto-prodígio rumo ao sonho de conquistar o ouro na Olimpíada de Tóquio, em 2020.

– A idade não importa, você tem de jogar e lutar contra qualquer um! Quero ganhar o ouro de simples e por equipes nos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas sei que preciso treinar duro e lutar para conquistar a glória – disse Harimoto.

O japonês começou a atrair atenções no início do ano passado, quando ainda aos 12 anos se tornou o mais jovem atleta a vencer uma etapa do Circuito Mundial Sub-21, no Open do Japão. Em dezembro, conquistou o título do Mundial Júnior (sub-18), na Cidade do Cabo, na África do Sul, também se tornando o mais jovem campeão da história, com 13 anos e 163 dias – o antigo recordista era o japonês Kenta Matsudaira, com 15 anos e 259 dias.

No entanto foi só neste ano que Harimoto virou uma sensação entre os adultos. Em fevereiro, com 13 anos, ele chegou pela primeira vez a uma final de uma etapa do Circuito Mundial, mas perdeu a decisão do Open da Índia para o alemão Dimitrij Ovtcharov, dono de quatro medalhas olímpicas.

Ainda aos 13 anos, Tomokazu Harimoto se tornou o mais jovem campeão mundial júnior em 2016 (Foto: Rémy Gros/Divulgação/ITTF)

Ainda aos 13 anos, Tomokazu Harimoto se tornou o mais jovem campeão mundial júnior em 2016 (Foto: Rémy Gros/Divulgação/ITTF)

No Mundial de Dusseldorf, na Alemanha, ele se tornou o mais jovem a alcançar as quartas de final, sendo eliminado pelo chinês Xu Xin, bronze na ocasião e atual campeão olímpico por equipes. Na competição, o japonês venceu o compatriota Jun Mizutani, bronze no torneio de simples da Rio 2016.

– A vitória sobre Mizutani foi o momento mais feliz da minha vida. Eu quase cheguei ao pódio no Mundial. Acredito que evoluí bastante, especialmente no aspecto mental. Fui capaz de ser agressivo mesmo contra os top do ranking – disse o garoto.

Tomokazu Harimoto é um prodígio do tênis de mesa (Foto: Reprodução/Facebook)
Tomokazu Harimoto é um prodígio do tênis de mesa (Foto: Reprodução/Facebook)

Depois de completar 14 anos, ele levou seu primeiro título adulto neste domingo, vencendo na final do Open da República Tcheca o alemão Timo Boll, dono de três medalhas olímpicas pela equipe alemã. Na semifinal, ele também venceu o brasileiro Hugo Calderano. Assim ele quebrou o recorde do chinês Yu Ziyang, que foi campeão de uma etapa do Circuito Mundial com 16 anos e 30 dias em 2014.

Para se classificar para a Olimpíada de 2020, Harimoto precisa ficar no top 2 do Japão no ranking mundial. Se for o terceiro, disputa apenas a prova de equipes – os japoneses estão garantidos por serem os anfitriões em Tóquio. Hoje Harimoto é o sexto melhor japonês e o 20º de todo o ranking, mas espera subir para entrar na zona de classificação ainda neste ano. Ele lidera os rankings mundiais sub-15 e sub-18 e é o segundo no sub-21.