Irmão de morto a facadas por wi-fi diz que vítima tinha deficiência física

0
Funcionário público morre esfaqueado por vizinho em Ourinhos — Foto: Reprodução/TV TEM

G1 Bauru/Marília

O irmão do funcionário público de 47 anos que morreu esfaqueado durante uma briga com o vizinho por causa do sinal de internet contou que Alexandre Vita tinha acabado de conseguir a aposentadoria por invalidez, segundo o irmão.

“Ele estava afastado do trabalha há um tempo. Tinha uma deficiência nos quadris por conta de um problema na medula, não andava direito e até por isso não tinha como se defender”, conta Leonardo Vita.
De acordo com a polícia, a vítima Alexandre Vita compartilhava o sinal de wi-fi com o vizinho, Evandro Leonardo de Paula, de 31 anos, mas teria desligado.

Evandro teria ficado nervoso, foi até a casa do funcionário público e o esfaqueou na noite deste domingo (3), em Ourinhos (SP). Alexandre não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

“Ele usava o wi-fi de graça e nesse dia meu irmão desligou o wi-fi. Ele foi questionar meu irmão, estava muito bravo e foi desferindo as facadas”, explica Leonardo.
Uma equipe foi acionada e o suspeito foi preso em flagrante na casa dele, onde também foi encontrada a chave da casa da vítima.

Ainda de acordo com a polícia, o vizinho confessou o crime à polícia e ainda contou que limpou o chão e lavou as roupas que ficaram sujas de sangue. Ele foi autuado por homicídio qualificado e ficou à disposição da Justiça.

O corpo de Alexandre Vita foi enterrado nesta segunda-feira (4) no cemitério da Saudade, em Ourinhos. Ele deixou a namorada e dois filhos. “Era meu irmão mais velho e se foi do modo mais cruel que a gente pode imaginar”, lamenta Leonardo.