Irmandade da Santa Casa de Sorocaba procura a polícia por rombo financeiro

0
Santa Casa de Sorocaba pode ter mais uma investigação (Foto: Reprodução/TV TEM)

Segundo administração, cerca de R$ 30 milhões não foram recebidos durante período que hospital estava sob intervenção da prefeitura. Polícia Civil informou que denúncias serão analisadas e inquérito pode ser aberto.

A direção jurídica da Irmandade da Santa Casa de Sorocaba (SP) procurou a Polícia Civil nesta terça-feira (17) para denunciar divergências na prestação de contas do hospital entre 2014 e 2016. Na época, a instituição estava sob intervenção da Prefeitura de Sorocaba.

Uma auditoria apontou a existência de dívidas que chegam a R$ 70 milhões. No período apontado pelo levantamento, o hospital teria deixado de receber cerca de R$ 30 milhões.

De acordo com a Polícia Civil, as denúncias serão analisadas e um inquérito pode ser aberto para investigar os envolvidos nas supostas irregularidades.

Até o momento foram instaurados oito investigações contra a administração de anos anteriores. Entre os crimes apontados estão: corrupção e lavagem de dinheiro.

Dívida da prefeitura

Segundo a auditoria, R$ 16 milhões em impostos, contas de água, contas de luz e empréstimos é o valor que a Prefeitura de Sorocaba deve para a unidade. A prefeitura reconhece que muitos serviços não foram pagos entre 2014 e 2016, mas que a dívida é menor, pouco mais de R$ 10 milhões.

A Secretaria da Saúde afirma ainda que vai colocar as contas em ordem, inclusive os salários de 281 médicos que trabalharam na Santa Casa em novembro e dezembro do ano passado e que não receberam os pagamentos. As remunerações devem ser parceladas, mas a prefeitura ainda não sabe quando poderá pagará.

“Nós temos formalizados processos. Só de serviços médicos um total de três milhões e noventa, que já foram negociados com os médicos, eles aceitaram parcelar em três vezes. Assim que a Secretaria de Saúde conseguir formalizar essas notas, a gente vai começar a fazer os pagamentos. Não temos uma data e tudo vai depender do fluxo de caixa, da disponibilidade financeira e orçamentária”, diz o secretário de fazenda Marcelo Regalado.

Os sindicatos da saúde e dos médicos de Sorocaba e região dizem que estão acompanhando as dívidas trabalhistas. “A prefeitura alegava que não podia pagar por conta da necessidade de fazer uma auditoria dessa dívida. Ela já foi consolidada e só falta a prefeitura fazer o pagamento”, conta Eduardo Vieira, presidente do Sindicato dos Médicos de sorocaba e região.

Santa Casa de Sorocaba pode ter mais uma investigação (Foto: Reprodução/TV TEM)
Santa Casa de Sorocaba pode ter mais uma investigação (Foto: Reprodução/TV TEM)

Outra parte da dívida

A auditoria revelou também que a prestações de contas do convênio Santa Casa Saúde ao hospital também não fecha. Foram mais R$ 18 milhões gastos durante o período de requisição sem comprovação fiscal.

“Estranhamos também ter uma movimentação financeira muito grande durante este período, já que a Santa Casa estava requisitada. Então, houve pagamento de fornecedores que não existiam aqui dentro”, afirma o diretor jurídico da Santa Casa, Pedro Augusto Marcello.

Conforme o diretor jurídico do hospital, outros devedores estão sendo acionados e podem responder na Justiça.

O presidente da Irmandade, o padre Flávio, foi a Brasília se reunir com o ministro da Saúde e conversou também com o presidente Michel Temer para pedir ajuda para o hospital.