Incêndio destrói área de mata nativa na região rural de Palestina

0

Em menos de três horas foram destruídos 13 hectares de vegetação nativa.
Só em julho foram registrados 250 focos de incêndio na região.

Um incêndio que durou cerca de cinco horas destruiu 200 hectares na região rural de Palestina(SP) neste domingo (24). O fogo destruiu tudo em poucas horas. Os radares do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), que monitoram os focos de queimadas na região, registraram a área destruída. Nesta segunda-feira (25), a Polícia Ambiental avaliou a área destruída.

Os policiais ambientais foram até o local e fizeram um levantamento. Este trabalho tem se intensificado já que este ano o número de ocorrências está bem maior do que no ano passado. “Esse ano tivemos um período de chuva avançado, até junho, e a estiagem começou em julho mas a ausência de chuva é bem forte, ventos fortes e isso ajuda a propagação de incêndio”, afirma o tenente Emerson Mioransi, da Polícia Ambiental.

De acordo com a polícia, em pouco menos de três horas foram destruídos 13 hectares de vegetação nativa. Para que toda a mata volte a ficar verde novamente serão necessários pelo menos cinco anos. “Além da destruição da vegetação nativa, tem também a dano à fauna, dos animais que tiveram de sair. Não constatamos mortes de animais, mas tem o dano aos alimentos dos animais”, afirma o tenente.

Só em julho, que ainda nem terminou, foram registrados 250 focos de incêndio como o de Palestina. No ano passado no mês todo de julho foram 195 focos. Para a Polícia Ambiental todos precisam ficar atentos e ajudar no controle das queimadas. “Jogar bituca de cigarro, não usar fogo para queimar material que pode causar um incêndio”, diz o tenente.

Parte da área que pegou fogo na região de Palestina (Foto: Graciela Andrade/TVTEM)Parte da área que pegou fogo na região de Palestina (Foto: Graciela Andrade/TVTEM)

DEIXE UMA RESPOSTA