‘Imagens estarrecedoras’, diz delegada sobre pornografia infantil

0

Polícia Civil fez nesta sexta-feira a operação Peter Pan em várias cidades.
Só em Rio Preto (SP) foram presos 16 pessoas com pornografia infantil.

A Polícia Civil fez nesta sexta-feira (2) uma operação contra a pornografia infantil no interior de São Paulo. Foram presos ao todo 66 pessoas nas regiões de São José do Rio Preto (SP), Araçatuba (SP), Bauru (SP) e Presidente Prudente (SP).

Para a delegada de Rio Preto Margarete Franco, que participou da operação, as imagens apreendidas são chocantes. “São imagens estarrecedoras envolvendo crianças. Armazenar as fotos já configura crime e se compartilhar também o crime é maior, inafiançável. Uma das prisões que surpreendeu foi do professor de Bálsamo. Foi o mais preocupante saber que um educador tenha acesso a esse tipo de material, e a gente coloca nossos filhos na responsabilidade de educar e orientar”, afirma a delegada.

Em nota, a prefeitura de Bálsamo trata o funcionário da escola preso como técnico em informática, e diz que os vídeos encontrados estavam no  notebook particular dele. A prefeitura diz ainda que nenhuma das crianças que aparecem nas imagens é da cidade.

Com os mandados de busca e apreensão, mais de 60 policiais civis se espalharam pelas cidades da região de Rio Preto. Foram cumpridos 23 mandados de prisão e busca e apreensão, sendo 16 pessoas presas. Em uma casa no Parque Industrial, policiais foram atrás de um dos computadores que vinham sendo monitorados.

Policial analisa material apreendido em casa na região noroeste paulista (Foto: Reprodução / TV TEM)
Policial analisa material apreendido em casa na região noroeste paulista (Foto: Reprodução / TV TEM)

Enquanto isso, policiais prendiam um homem de 31 anos. No laptop dele tinham fotos e vídeos pornográficos com crianças. Com um entregador de pizza, de 23 anos,  também foi encontrado com vários aparelhos eletrônicos com pornografia envolvendo menores. Os policiais constataram que ele não só armazenava, mas também compartilhava fotos e vídeos na internet.

Ainda na região norte, no Jardim Maria Lúcia, um vendedor de 46 anos foi preso. Além dele, também em Rio Preto, foi preso um frentista de 47 anos. Em Guapiaçu, um torneiro mecânico de 37 anos foi levado para a delegacia. Em Bálsamo, a polícia prendeu um professor da rede municipal. E um outro professor, aposentado, foi preso em Cosmorama (SP). Os dois suspeitos do mesmo crime. “Eles acessam servidores que não são idôneos, então temos servidores que só de acessar já se sabe que está buscando pornografia, e geralmente pornografia infantil. Então com isso se chegou até aos usuários”, diz a delegada.

Policiais fazem perícia em material apreendido durante operação (Foto: Reprodução / TV TEM)
Policiais fazem perícia em material apreendido durante operação (Foto: Reprodução / TV TEM)

A delegada explica que operação Peter Pan foi originada depois da operação Hacker do Bem,  uma operação feita em maio na região noroeste paulista, quando a polícia prendeu vários suspeitos do mesmo crime, com a ajuda de um hacker que rastreou os computadores dos suspeitos. “Quando ele nos passou as informações que possibilitou as prisões em flagrante e o êxito na operação, então agora tudo desencadeou para esta operação”, afirma a delegada.

Região de Araçatuba
Tiveram prisões também na região de Araçatuba. Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos e sete pessoas foram presas em quatro cidades. Entre elas, um homem de 31 anos, foi detido em casa, em Penápolis (SP).

Segundo a polícia, ele confessou que armazenava material pornográfico de crianças no computador.  Um agente penitenciário de 60 anos também foi preso em Penápolis. No computador dele, foram encontrados vídeos e fotos de pornografia infantil.

Região de Bauru
Pelo menos 29 pessoas foram presas na região Centro-Oeste Paulista na segunda fase da Operação Peter Pan da Polícia Civil. Na área da delegacia seccional de Jaú foram presas pessoas em Dois Córregos, Bariri, Barra Bonita e Jaú. Em Itapuí, o responsável pelo IP de um computador onde foi encontrado o material pornográfico foi identificado, mas não foi localizado.

Em todos os casos, os policiais foram cumprir mandados de busca e apreensão e os suspeitos foram presos em flagrantes por causa do material encontrado nos computadores e celulares. Segundo o delegado do Deinter 4, Marcos Mourão, as apreensões feitas na região de Bauru (SP) chocaram até mesmo policiais experientes, ao encontrar bebês nas imagens apreendidas.

Região de Prudente
No Oeste Paulista, foram presos 14 homens e cumpridos 14 mandados de busca e apreensão domiciliares. Segundo o delegado José Carlos de Oliveira Júnior, foram seis pessoas presas em Presidente Prudente, uma em Álvares Machado, uma em Mirante do Paranapanema, duas em Dracena, uma em Junqueirópolis, uma em Adamantina, uma em Santo Anastácio e uma em Tupi Paulista. Nesta última cidade, também foram localizados arquivos de pornografia.

No interior das residências dos autores, conforme a Polícia Civil, foram encontrados pelos agentes computadores pessoais – que foram apreendidos – com registros contendo cenas de sexo explícito e pornográfico envolvendo crianças e adolescentes.

Parte do material apreendido pela polícia na operação (Foto: Reprodução / TV TEM)
Parte do material apreendido pela polícia na operação (Foto: Reprodução / TV TEM)

DEIXE UMA RESPOSTA