Idoso e arrastado por 2 km por foragido

0

Segundo a polícia, homem agrediu a vítima de 73 anos com uma barra de ferro durante uma discussão, depois amarrou uma corda no pescoço dela e a arrastou de carro até jogar o corpo em um matagal.

O homem preso em flagrante pormatar e arrastar com um carro por dois quilômetros o idoso Valmir Rodrigues de Souza, de 73 anos, estava foragido da penitenciária de Valparaíso (SP) desde o dia 14 de outubro, quando foi beneficiado com saidinha temporária.

O crime foi entre a noite de terça-feira (22) e a madrugada desta quarta-feira (23), em Pereira Barreto (SP). Everaldo Lima de Oliveira, 48 anos, foi preso dentro da casa no sítio da vítima, onde começou a ação criminosa.

Em uma audiência de custódia nesta quarta-feira, a Justiça converteu a prisão dele em preventiva e ele foi encaminhado para a cadeia de Nova Independência (SP).

Segundo a polícia, Everaldo agrediu Valmir com uma barra de ferro durante uma discussão, depois amarrou uma corda no pescoço da vítima e a arrastou de carro até jogar o corpo em um matagal.

“Com a vítima no solo, ele enrolou a corda no pescoço da vítima e amarrou no carro da própria vítima. Depois de deixar o corpo, ele voltou para a residência da vítima”, afirma o delegado Rafael Sangaleto.

De acordo com a polícia, Valmir foi até a propriedade rural dele para tratar de animais quando o criminoso chegou e começou a discutir com ele.

O agressor foi preso em flagrante e, na delegacia, a polícia descobriu que ele estava preso por um homicídio cometido em 2008, em Catanduva (SP).

“Ele confessou o delito e disse que foi até o local e em conversa com a vítima ficou furioso porque a vítima queria expulsá-lo do local e de tal forma pegou uma barra de ferro e deu um golpe no pescoço da vítima”, diz o delegado.

Cinco horas de negociação

Assim que a vítima foi identificada, os policiais foram até a casa do idoso e encontraram o criminoso se trancando dentro do sítio. O homem ameaçou atirar nos policiais civis e militares que foram ao local, com uma espingarda da vítima.

Os policiais começaram a negociar para o agressor se entregar, mas sem sucesso. Depois de cerca de cinco horas de diálogo, o homem começou a ficar estressado e se mostrava agressivo, recusando conversar com a polícia.

Com isso, uma equipe da Força Tática foi chamada e, encerrada as negociações, ela entrou na casa e encontrou o homem com uma foice na mão. Ele foi atingido por uma bala de borracha, foi desarmado e preso.

Everaldo foi levado até a delegacia da cidade e encaminhado para o presídio em Ilha Solteira. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Material apreendido com o autor do crime no sítio da vítima — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Material apreendido com o autor do crime no sítio da vítima — Foto: Divulgação/Polícia Civil