Homenagem para Braile

0
Domingo Braile recebe placa pelos relevantes trabalhos prestados

Médico recebeu uma placa pelos serviços prestados na área cardiológica

O médico cardiologista Domingo Braile foi homenageado no início deste mês, no Congresso de Cardiologia do Estado de São Paulo. Ele recebeu uma placa comemorativa pelos seus relevantes serviços desenvolvidos ao longo de sua vida, fazendo da cardiologia um sacerdócio. Embora a homenagem tivesse ocorrido há cerca de quinze dias, só agora a homenagem foi divulgada.

Braile nasceu em Nova Aliança (SP), em 8 de abril de 1938, mas há muitos anos reside em Rio Preto. É casado com Maria Cecilia Braga Braile e pai de Maria Cecilia Patricia e Maria Christiane Valeria. Iniciou sua carreira médica quando ingressou, em 1957, na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

No período de 1959 a 1962 fez parte da equipe que organizou a oficina experimental do Serviço de Cirurgia Cardíaca do professor Euryclides Jesus Zerbini, sendo também membro da equipe de experimentação de equipamentos e válvulas para cirurgia cardíaca do Departamento de Técnica Cirúrgica e Cirurgia Experimental da FMUSP.

Foi nos anos de 1960 e 1961, quando assistente do serviço cirúrgico particular do professor Zerbini, que se interessou definitivamente por essa especialidade. Em sua rede social, a filha Valeria Braile, também médica, enalteceu a homenagem recebida pelo pai. “Foi dia de muita emoção pra todos nós, no Congresso de Cardiologia do Estado de São Paulo, Socesp, nosso mestre recebeu uma linda e merecida homenagem a todo seu trabalho desenvolvido ao longo de sua vida e carreira brilhante”, completou Valéria.