Homem é autuado em R$ 1 mil por vender linhas chilenas pelas redes sociais em Botucatu

0
Homem em Botucatu oferecia linhas cortantes em rede social (Foto: Guarda Civil Municipal de Botucatu / Divulgação)

Material é mais cortante que cerol. Suspeito também vai responder inquérito policial.

Um homem foi autuado em R$ 1 mil em Botucatu (SP) por vender linhas chilenas nas redes sociais, nesta quarta-feira (19). A ação foi realizada pela Guarda Civil Municipal juntamente com policiais da Delegacia de Investigações Gerais da Polícia Civil (DIG).

Ao cumprir o mandado de busca e apreensão na casa do vendedor, no Jardim Continental, os agentes localizaram cinco carretéis com 300 metros de linha chilena cada. O material é composto por elementos químicos que deixam a linha mais afiada, mais cortante que o cerol.

A venda deste tipo de material é proibida na cidade, e quem for flagrado utilizando ou vendendo linha cortante está passível de multa. No caso da comercialização envolver menores de idade, os pais ou responsáveis respondem pela ação.

Além disso, o suspeito vai responder um inquérito policial pelos crimes de perigo para a vida ou saúde de outras pessoas e contra as relações de consumo. Neste ano, a GCM já recebeu 65 chamados de moradores denunciando o uso de linha com cerol, sendo que 36 denúncias foram feitas em julho, período das férias escolares.

Linhas chilenas são mais perigosas que o cerol comum e até o manuseio é perigoso (Foto: Guarda Civil Municipal de Botucatu / Divulgação)
Linhas chilenas são mais perigosas que o cerol comum e até o manuseio é perigoso (Foto: Guarda Civil Municipal de Botucatu / Divulgação)