Homem acusado de matar ex-mulher com 32 facadas vai a júri popular em Tabapuã

0
Foto: Divulgação

Cuidadora de idosos foi morta há quase um ano pelo ex-marido que não aceitava o fim do relacionamento. Júri começa às 9h30 desta quarta-feira (8).

O homem acusado de matar a ex-mulher com mais de 30 golpes de faca há quase um ano em Tabapuã (SP) será julgado nesta quarta-feira (8). O júri popular de Joel Ferreira dos Santos, de 64 anos, será realizado às 9h30 na Câmara de Vereadores da cidade.

De acordo com a Justiça, o julgamento será na Câmara porque o fórum não tem capacidade para receber muitas pessoas, o que é esperado para este júria já que o caso teve bastante repercussão.

O júri vai decidir se o suspeito será condenado pelo crime de feminicídio. A audiência está prevista para durar o dia todo.

O crime

Uma cuidadora de idosos, de 50 anos, foi morta com 32 golpes de faca pelo seu ex-marido em Tabapuã (SP), no dia 2 de setembro de 2017.

De acordo com a polícia, a vítima foi encontrada morta em uma cadeira no fundo da casa em que trabalhava.

O corpo da mulher estava com muitos ferimentos e havia sangue por toda a casa, conforme informado pela polícia.

Uma testemunha em depoimento à polícia informou que o ex-marido da cuidadora confessou o crime por telefone.

A polícia foi até a casa do suspeito e encontrou marcas de sangue no local. Uma semana após o homicídio, o homem confessou à polícia que matou a ex-mulher porque não aceitava o fim do relacionamento e foi preso.

De acordo com o Ministério Público, o suspeito que já está preso e será julgado por feminicídio, com agravante de motivo torpe e meio cruel.

Sandra Mara Ferreira era cuidadora de idosos e foi morta pelo ex-marido (Foto: Reprodução/TV TEM)
Sandra Mara Ferreira era cuidadora de idosos e foi morta pelo ex-marido (Foto: Reprodução/TV TEM)