Golpista é presa em Lençóis Paulista tentando sacar R$ 20 mil do INSS

0
A mulher presa em flagrante por estelionato disse que receberia 10% do valor do golpe (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

Mulher de 54 anos usou documentos falsos enviados por quadrilha de estelionatários da capital. Ele tentou acessar créditos atrasados de aposentadoria de uma vítima de Bauru.

A Polícia Militar prendeu nesta terça-feira (21), em Lençóis Paulista (SP), uma mulher que tentava sacar cerca de R$ 20 mil do INSS usando documentos falsos. Segundo a PM, o golpe foi planejado por uma quadrilha de estelionatários da capital.

A mulher de 54 anos foi a uma agência do Banco do Brasil da cidade com documentos pessoais falsos para acessar créditos atrasados de aposentadoria de uma vítima, moradora de Bauru.

A golpista chegou à agência com um RG falsificado e extratos da Previdência Social. Porém, ao analisar os documentos, um funcionário desconfiou da situação e chamou a gerência.

A PM foi acionada, abordou a golpista, que caiu em contradição em seu depoimento. Ela chegou a dizer que morava na região, mas não se lembrava do endereço. Por isso, a mulher acabou presa em flagrante.

A golpista confessou aos policiais que foi recrutada por uma quadrilha de estelionatários que tem sede na região do Bairro do Ipiranga, na capital. Segundo a PM, ela receberia 10% do valor do golpe.

A mulher informou ainda que a quadrilha providenciou todos os recursos para o golpe.

Além de falsificar os documentos de identidade e pagar as passagens de ônibus, o grupo tinha acesso a dados exclusivos da Previdência, como o documento conhecido como Memória de Cálculo.

Golpista recebeu da quadrilha paulistana documentos falsificados com sua foto (Foto: TV TEM/Reprodução)
Golpista recebeu da quadrilha paulistana documentos falsificados com sua foto (Foto: TV TEM/Reprodução)

Segundo a golpista, ela só receberia o seu “pagamento” depois de depositar o valor do golpe em uma conta dos bandidos. O pagamento a ela seria feito no terminal de ônibus da Barra Funda, na capital.

Encaminhada à delegacia de Lençóis Paulista, a mulher foi presa em flagrante será indiciada por dois crimes, estelionato e uso de documento falso.

A beneficiária do INSS que teve o nome usado indevidamente pela golpista foi avisada pela polícia. Ela mora em Bauru e informou que aguardava o comunicado da Previdência para poder fazer o saque do dinheiro a que tem direito.

Quadrilha tinha acesso a diversos documentos da Previdência, como o conhecido como Memória de Cálculo (Foto: TV TEM/Reprodução)
Quadrilha tinha acesso a diversos documentos da Previdência, como o conhecido como Memória de Cálculo (Foto: TV TEM/Reprodução)