FIT traz cinco espetáculos de graça para Rio Preto nesta quinta-feira

0
Apresentação do espetáculo Cegos será nesta quinta-feira em Rio Preto — Foto: Eduardo Bernardino/Divulgação

Apresentações serão na área central, o Teatro do Sesi, Engenheiro Schmitt e o complexo da Swift.

Cinco apresentações teatrais gratuitas estão programadas para esta quinta-feira (11) no FIT, o Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (SP). Os espetáculos vão ocupar as ruas da área central, a Swift, o Teatro do Sesi e a Praça dos Esportes e da Cultura, no Distrito de Engenheiro Schmitt.

A primeira apresentação é a performance urbana “Cegos”, do Desvio Coletivo de São Paulo. A peça será às 13h, com saída do Mercadão.

O espetáculo vai ocupar vias da área central e propõe uma reflexão do modo de vida da sociedade contemporânea. Durante a performance, homens e mulheres, em trajes sociais, cobertos de argila e de olhos vendados, caminham lentamente, interferindo no fluxo da cidade. Na produção do figurino, serão utilizados 260 quilos de argila escolar.

Outros dois espetáculos gratuitos acontecem às 15h. No Teatro do Sesi será encenada a peça “Mary e os Monstros Marinhos”, da Companhia Delas de Teatro de São Paulo. A apresentação é gratuita com retirada de ingressos uma hora antes. Em cena, a história de Mary Anning, famosa paleontóloga que viveu na Inglaterra no início do século XIX.

No Graneleiro, no complexo da Swift, o Manas no Coletivo apresenta a exposição “Expostas”, que retrata o processo de criação de seu primeiro espetáculo, intitulado “Não tem Véu, nem Réu, tem Revolução!”.

A apresentação é gratuita e os ingressos devem ser retirados a partir das 15h, na Bilheteria FIT no Complexo Swift. Quem retirar ingressos para assistir ao grupo Manas no Coletivo também poderá acompanhar as atrações de mais uma noite de Graneleiro.

O distrito de Engenheiro Schmitt recebe o espetáculo “Imprudências Poéticas”, da Cia. dos Pés. Inspirado em textos do escritor moçambicano Mia Couto, a montagem traz questionamento sobre a criação do medo. Em cena, uma bailarina faz acrobacias aéreas pendurada por um guindaste a 33 metros de altura. A apresentação será às 17h30.

O estacionamento da Swift vai receber a performance internacional “dZikudZikui-aBiku-aBiikus” [Nascido depois do nascido-morto], da artista Va-Bene Fiatsi, de Gana, às 21h30. A performance propõe uma reflexão sobre nossas contribuições, ações e inações em relação à violência humana, discriminação, ódio, preconceito, nossas vulnerabilidades e mortalidade.