Fila de espera é preocupante para os moradores na área da saúde

0
Fila de espera é a maior preocupação dos moradores na área da saúde — Foto: Reprodução/TV TEM

Em Araçoiaba da Serra, mais de três mil pessoas aguardam para agendar consultas. Em Iperó, 990 pacientes esperam por cirurgias.

 Os problemas relados pelos moradores na área de saúde.

Iperó

Alguns moradores da cidade de Iperó (SP) estão tão descontentes com a saúde pública na cidade que têm buscado outras opções. É o caso do aposentado José Nivaldo do Amarantes. Ele tem uma casa alugada em Sorocaba e prefere buscar o atendimento na cidade, o que fica até mais perto.

Da Rua Hélio Martins, onde José Nivaldo mora, em George Oetterer, até o Pronto Atendimento (PA) de Iperó são quase 22 quilômetros de distância. Já da casa dele até a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da zona norte, em Sorocaba, são 11 quilômetros de distância. Até o Pronto Atendimento do bairro São Guilherme são 10 quilômetros.

Em dezembro de 2017, o aposentado passou por cirurgias de hérnias e, desde então, vive à base de remédios. Em busca de um diagnóstico, José Nivaldo decidiu pagar por exames particulares. Foi a melhor opção para ele saber o que tem causado tantas dores e mal estar.

A única certeza que ele tem é que já gastou cerca de R$ 1.600 nos últimos meses, porque a espera pela Unidade Básica de Saúde (UBS) continua.

A filha de José Nivaldo mora no mesmo bairro que o pai. Ela descobriu um tumor no seio e precisa de uma cirurgia que não tem previsão para ser realizada.

Fila de espera em Iperó

Atendimento Nº de pessoas na fila
Consultas 1.152
Exames 2007
Cirurgias 990

Outra reclamação dos moradores é a demora na entrega de uma nova Unidade Básica de Saúde. A previsão inicial no projeto da obra era de capacidade de atendimento de 270 pessoas por dia. A obra deveria ter sido entregue há mais de quatro anos e custou mais de R$ 600 mil.

Araçoiaba da Serra

O terreno da Unidade Básica de Saúde Morro de Araçoiaba, em Araçoiaba da Serra, deveria ser referência para pelo menos cinco bairro do entorno. Mas o local está tomado pelo mato alto, que cresceu ainda mais por causa da chuva dos últimos meses.

Atrás de todo esse mato está a obra que foi entregue há dois anos. Foram gastos cerca de R$ 2 milhões na construção do posto de saúde que, até hoje, não atendeu ninguém.

O prédio já apresenta rachaduras e no seu interior há infiltrações e muita destruição. Com o abandono do prédio, ladrões já levaram pias, vasos sanitários, fiação elétrica e a parte hidráulica. Estruturas metálicas das janelas também estão sendo furtadas.

São mais de 20 salas para enfermaria e consultórios médicos e odontológicos, além de internação.

Moradores do bairro Barreira, que fica bem perto do posto de saúde que nunca foi usado, precisam percorrer quase 10 quilômetros até um posto no Centro da cidade quando precisam de atendimento médico.

Fila de espera em Araçoiaba da Serra

Atendimento Nº de pessoas na fila
Consultas 3.624
Exames Não informado
Cirurgias 234

Salto de Pirapora

Em Salto de Pirapora o problema também é a longa espera por consultas e exames. O aposentado João Silva de Oliveira, por exemplo, tem pressão alta e problemas no coração. Ele aguarda há mais de um ano por uma consulta.

O aposentado mora no bairro Quintais de Pirapora. O posto de referência para ele é o do bairro Campo Largo. Ele esperou meses entre os vários exames pedidos por um cardiologista. Agora espera por uma consulta com um otorrino. Só que tem um detalhe: a consulta está marcada desde agosto de 2017.

João conhece muita gente que também está tendo que lidar com a espera. A esposa dele precisa passar com um ginecologista e foi orientada a ir até o posto de saúde no ano que vem para marcar a consulta.

João e a esposa são apenas dois de tantos casos. Mais de sete mil pessoas estão na mesma situação. A fila por exames tem 4.500 pessoas e 450 pacientes aguardam por cirurgias. Quem depende da saúde pública fica refém da fila de espera e não sabe mais a quem recorrer.

Fila de espera em Salto de Pirapora

Atendimento Nº de pessoas na fila
Consultas 7.237
Exames 4.500
Cirurgias 450

Capela do Alto

Na cidade de Capela do Alto, a demora na saúde também preocupa os moradores. A fila de espera por cirurgias tem 780 pacientes.

A costureira Maria do Carmo Machado de Carvalho descobriu um cisto no ovário há 13 anos durante uma gravidez. Depois do parto, passou a fazer um tratamento com remédios e, há cerca de 10 anos, espera por uma cirurgia.

O desespero é tanto que ela pensa em voltar para o Piauí, onde nasceu, para tentar a operação por lá.

Fila de espera em Capela do Alto

Atendimento Nº de pessoas na fila
Consultas 900
Exames 1.300
Cirurgias 780

Alumínio

Em Alumínio, a falta de medicamentos que deveriam ser entregues de graça no Centro Municipal de Saúde é o que tem preocupado muita gente.

O aposentado Márcio Vinícius de Freitas tem problemas renais há 17 anos. Em 2005, ele passou por um transplante que fez com que ele precise de vários remédios diariamente. Mas, da lista que ele precisa, os medicamentos Amlodipina, Losartana e Propranolo estão em falta no Posto Central da cidade. Pelo menos essa é a explicação que ele recebe.

Outra moradora que depende de remédios que deveriam ser retirados do mesmo posto de saúde é a técnica administrativa Angela Maria Santos Gonçalves. Ela também passou por transplante renal e usa Ranitidina, Prednisona e Atenolol todo dia. Remédios que nem sempre Angela consegue no posto.

Fila de espera em Alumínio

Atendimento Nº de pessoas na fila
Consultas 717
Exames 743
Cirurgias 379

Confira o calendário do projeto ‘O Bairro Ideal’:

  • 03/12 (segunda-feira) – Votação em Alumínio;
  • 04/12 (terça-feira) – Cobrança do problema campeão em Alumínio e votação em Araçoiaba da Serra;
  • 05/12 (quarta-feira) – Cobrança do problema campeão em Araçoiaba da Serra e votação em Capela do Alto;
  • 06/12 (quinta-feira) – Cobrança do problema campeão em Capela do Alto e votação em Iperó;
  • 07/12 (sexta-feira) – Cobrança do problema campeão em Iperó e votação em Salto de Pirapora;
  • 10/12 (segunda-feira) – Cobrança do problema campeão em Salto de Pirapora.