Exemplo educacional

0
Exemplo da escola “Darcy Ribeiro” começa a ser estendido gradativamente em Rio Preto

Estabalecimentos da rede municipal de ensino de Rio Preto procuram seguir exemplo da escola “Darcy Ribeiro”, promovendo o protagonismo dos alunos nos principais debates envolvendo o ensino e o combate a violência

A escola municipal “Darcy Ribeiro”, situada no bairro Santo Antônio, em Rio Preto, passou a ser um grande exemplo para outros estabelecimentos de ensino da cidade no que tange
coibir a violência ou atos de vandalismo envolvendo seus alunos.

Em recente entrevista concedida a um canal oficial, a Dirigente Regional de Ensino de Rio Preto, Maria Silvia Nakaoski, destacou que o projeto “Cultura da Paz”, idealizado e implantado pelo professor Diego Mafhouz, homenageado recentemente como “Professor nota 10”, um tipo de Prêmio Nobel de Educação, deve ser estendido a outras escolas da rede pública, mas isso deve demandar algum tempo. Segundo ela, escolas instaladas em bairros novos como o Nova Esperança, ainda enfrentam alguns problemas, citando ainda escolas de bairros mais antigos como Don Lafayete e Jardim Antunes.

O professor Diego Mafhouz, observa que também precisou de um certo tempo para sentir os primeiros resultados de seu trabalho, já que encontrou uma escola cheia de conflitos internos. “Nosso primeiro passo foi desenvolver o “protagonismo” aos alunos. Sentimos que precisávamos dar voz a esses jovens, e felizmente com o tempo eles foram entendendo nossa metodologia”, disse.

A escola dirigida por Mafhouz conta atualmente com mais de mil alunos, envolvendo cerca de 15 bairros da região do Santo Antônio. Outra questão levantada, é que a postura de alguns adolescentes e jovens vem da própria criação, ou seja, promover xingamentos para ele é um ato normal, que vem de casa. “Esses alunos não tem esse tipo de conduta como uma agressão”, acrescenta.

Apesar da TV mostrar cenas de agressão contra professores, em Rio Preto esse tipo de ocorrência não é frequente, segundo as autoridades do ensino. O que incomoda são as agressões verbais, ameaças e palavrões.

De acordo com pesquisas recentes, a solicitação para desligamento de celulares em sala de aula ainda é uma das principais razões para desentendimentos entre alunos de professores.