Estiagem já causa transtornos na região

0
Represa Municipal de Rio Preto apresenta abastecimento normal, mesmo com a estiagem

Em Rio Preto abastecimento de água e volume de água nos reservatórios estão normalizados. Na região já existem alguns problemas

O tempo está seco na maioria das cidades do noroeste paulista e isso afeta principalmente o nível dos rios e dos reservatórios das usinas hidrelétricas. Apesar da baixa no nível, a situação está sob controle segundo as autoridades. De acordo com o Cati (Coordenadoria de Assistência Técnica Integral), em Rio Preto (SP), a última chuva foi registrada no dia 20 de maio, quando choveu 19 milímetros, nível considerado baixo. Neste ano, em abril foi registrado 12,8 milímetros de chuva, contra 181,4 no mesmo mês do ano passado. Já em maio deste ano foram 22,8 milímetros, contra 141 milímetros do ano passado. A medição é feita em milímetros em um espaço de um metro quadrado. Mesmo com pouca chuva, o abastecimento em Rio Preto não corre risco segundo o Semae, autarquia responsável pela distribuição de água na cidade.

A Represa Municipal representa 30% de abastecimento, o Semae disse que a situação é normal e que não tem risco de desabastecimento, mas solicita o uso criterioso da água, ou seja, a população deve evitar lavar áreas e carros deixando a água escorrer sem controle. Para o órgão, evitar o desperdício será fundamental para que o abastecimento continue sendo feito sem maiores transtornos.

Em Ilha Solteira a situação já é mais complicada, pois não chove a mais de 70 dias naquela região. Também na região de Icém, o Rio Grande começa a baixar consideravelmente em razão Os reflexos da greve dos caminhoneiros ocorrida recentemente ainda são sentidos em alguns segmentos. As entregas de correspondências, por exemplo, estão sendo afetadas diretamente, já que está acontecendo uma demora para que essas cartas e boletos cheguem aos seus destinos, prejudicando a todos que necessitam desses serviços.

Algumas pessoas não estariam recebendo dentro do prazo os boletos de pagamento de planos de saúde, e em razão disso perdem o direito de consultas já agendadas devido a falta de pagamento. Os boletos dos cartões de crédito também não estão chegando. Nesses casos específicos, ou o cliente vai até a agência e retira o boleto para efetuar o pagamento, ou terá que esperar e pagar a fatura com a taxa de juros estabelecida pela empresa financiadora.

Segundo os correios, a expectativa é que o serviço de entrega de correspondências em Rio Preto seja normalizado dentro de aproximadamente 15 dias. da falta de chuva. O movimento no comércio local já é bem menor do que há dois meses. O serviço de meteorologia destaca que este ano a estiagem começou mais cedo do que nos anos anteriores. No mesmo período do ano passado, a falta de chuva começou em julho, sendo que em 2018 essa estiagem começou em abril. Dois setores da agricultura já sentem os efeitos da falta de chuvas. As pastagens começam a ser prejudicadas, o mesmo ocorrendo com o setor canavieiro. A preocupação dos produtores é que essa estiagem prolongada possa trazer transtornos irreversíveis para o próximo ano.