‘Estava realizado’, diz prima de empresário que morreu em queda de avião em Rio Preto

0
Caique é dono de restaurantes em Rio Preto (Foto: Arquivo Pessoal)

Monomotor caiu “de bico” no quintal de uma casa a 300 metros do aeroporto da cidade. Além do empresário, outras duas pessoas morreram no acidente.

Uma das vítimas do avião que caiu sobre uma casa em São José do Rio Preto (SP) na segunda-feira (9) é o empresário Caique Caciolato, dono de uma rede de lojas de açaí na cidade. Além dele, outras duas pessoas morreram: William Rayes Sakr, dono e piloto da aeronave, e o médico Alysson Lima dos Santos Verciano.

A prima de Caique, Helena Costa Guerra, esteve no local do acidente e está inconsolável com a tragédia.

Avião caiu no quintal de uma casa em São José do Rio Preto (SP), após decolar de aeroporto em Tangará da Serra (MT)  (Foto: Arquivo Pessoal)
Avião caiu no quintal de uma casa em São José do Rio Preto (SP), após decolar de aeroporto em Tangará da Serra (MT) (Foto: Arquivo Pessoal)

“Não dá para acreditar, ele sempre estava viajando de avião, eu sabia que estava viajando, mas não sabia o motivo. Ele sempre mandava vídeos no grupo do Whatsapp, estava animado com a vida profissional, estava realizado. Era jovem e conquistou muitas coisas, mas agora acabou tudo”, afirma a prima.

O avião saiu de Tangará da Serra (MT) na manhã de segunda-feira e caiu na rua Noruega, a 300 metros do aeroporto de Rio Preto e a poucos metros de uma escola infantil onde estavam mais de 100 crianças.

Queda de avião sobre casa deixa três mortos em Rio Preto
Queda de avião sobre casa deixa três mortos em Rio Preto

Caique era dono de restaurantes em Rio Preto e tinha ido a Tangará da Serra porque estava abrindo a franquia de uma loja de açaí em sociedade com Alysson Verciano, o médico que também morreu no acidente. Os dois, o piloto e a irmã do médico saíram de Rio Preto na sexta-feira, mas só os três voltaram na segunda.

“Ele era apaixonado pela vida. Quando fiquei sabendo só pensava em não ser ele. Crescemos juntos, igual irmãos. Falei com ele uma semana atrás. A vida profissional dele estava bem agitada, na melhor fase”, diz Helena.

Horas antes do acidente, Caique postou em seu perfil no Facebook um foto tirada durante o voo, em que ele escreveu: “Bom dia”. A postagem recebeu centenas de reações.

Caique postou foto aérea horas antes do monomotor cair em Rio Preto (Foto: Reprodução/Facebook)
Caique postou foto aérea horas antes do monomotor cair em Rio Preto (Foto: Reprodução/Facebook)

Piloto experiente

O irmão do empresário William, Antônio Sakr, disse que ele era um piloto experiente. “Ele sempre foi um perito, pilotava desde os 18 anos. Sempre soube se safar de todos os problemas que aconteciam”, afirma.

Ninguém que estava no imóvel ficou ferido. Os destroços do avião monomotor foram retirados do quintal da residência na tarde de quarta-feira (11).

Da esquerda para direita: William, Allyson e Caique morreram na queda do monomotor (Foto: Arquivo Pessoal )
Da esquerda para direita: William, Allyson e Caique morreram na queda do monomotor (Foto: Arquivo Pessoal )

A empresa responsável por retirar o avião da casa foi contratada pelo familiar do piloto William Rayes Sakrs, que era o dono da aeronave e estava entre as vítimas.

Um guindaste, colocado em um terreno baldio nos fundos da casa, levantou o monomotor e os destroços, que levaram mais de 4 horas para serem retirados, serão levados a um hotel fazenda da família do piloto, em Penápolis.

Avião foi retirado da casa onde caiu, em São José do Rio Preto (Foto: Gridânia Brais/TV TEM)
Avião foi retirado da casa onde caiu, em São José do Rio Preto (Foto: Gridânia Brais/TV TEM)

A retirada aconteceu um dia depois de técnicos do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) recolheram algumas peças do monomotor. Todo o material será analisado para apurar as causas do acidente.

O velório de duas das três vítimas foi realizado na terça-feira (10). O empresário Caique Costa Caciolato foi enterrado às 14h, no cemitério Jardim da Paz, em Rio Preto. O piloto William Rayes Sakr foi cremado no fim da tarde desta terça-feira no mesmo local. Já o corpo do médico Alysson Lima dos Santos Verciano foi levado para Tangará da Serra (MT).

Casa onde avião caiu fica a creca de 300 metros do aeroporto de Rio Preto (Foto: Reprodução/Google Street View)
Casa onde avião caiu fica a creca de 300 metros do aeroporto de Rio Preto (Foto: Reprodução/Google Street View)