Elenco do Palmeiras tenta seis pontos para bater meta de Felipão

0
Marcos Rocha deu entrevista coletiva na Academia, nesta quarta-feira — Foto: Tossiro Neto

Jogadores esquecem polêmica acerca dos pontos da vitória sobre o Botafogo

A projeção da comissão técnica do Palmeiras, contou Marcos Rocha nesta quarta-feira, era chegar à parada da Copa América com 22 ou 23 pontos no Campeonato Brasileiro. Restando duas partidas até lá, a equipe lidera com 16 pontos. Ou com 19, se considerada vitória sobre o Botafogo.

Os três pontos da partida em Brasília não serão homologados na tabela de classificação até que o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) leve a julgamento o pedido do Botafogo para impugnar o resultado. A equipe carioca alega que o VAR foi utilizado indevidamente para a marcação de um pênalti ao Palmeiras.

– A primeira coisa que o Felipão pediu foi que a gente esquecesse isso, que o Palmeiras tem uma equipe capacitada para responder essa parte jurídica e buscar novamente os três pontos que a gente conseguiu em campo – disse o lateral-direito, a três dias da próxima partida, contra o Athletico, na arena.

Se a vitória for novamente computada, o Palmeiras terá a chance de superar a meta projetada pelo treinador até a Copa América em caso de duas vitórias – o jogo seguinte será diante do Avaí, também em casa.

– O Felipão tinha almejado um número de 22, 23 pontos. Mas, pela campanha que a gente vem fazendo, acho que é possível terminar um pouco acima disso – opinou Marcos Rocha.

– Nós queremos buscar essa gordura (de pontos), que é importante, porque o campeonato é longo. Para, no momento em que a gente oscilar no campeonato, ter uma margem de tranquilidade e dar sequência.