Dúvida, briga direta e sequência: como o Palmeiras chega para o clássico contra o Santos

0

Depois de valorizar as vitórias contra Inter e Atlético-MG, o Palmeiras terá pela frente neste sábado, às 19h, mais um adversário identificado como possível rival direto pelo título do Brasileirão: o Santos de Jorge Sampaoli, atual segundo colocado com os mesmos dez pontos do Verdão.

No último domingo, o Verdão venceu o Galo em Belo Horizonte e roubou dos mineiros a primeira colocação do torneio. Agora, o objetivo dos palmeirenses é conseguir vantagem na liderança.

– Vai ser um grande jogo. É um time que tem muita qualidade, com jogadores rápidos e que trocam de posição o tempo todo. Sabemos da qualidade deles e do treinador. Do nosso lado também tem muita qualidade, temos um treinador e jogadores experientes. Do mesmo jeito que eles estão bem, nós também estamos. Quem errar menos vai conseguir a vitória – afirmou Diogo Barbosa.

Em 2019, Palmeiras e Santos se enfrentaram apenas uma vez, na primeira fase do Campeonato Paulista. Com reservas dos dois lados, o jogo ficou empatado sem gols, na arena do Verdão.

No retrospecto geral contra os rivais paulistas na atual temporada, o time de Felipão tem uma vitória, três empates e uma derrota, todos os confrontos válidos pelo torneio estadual. No ano passado, o Verdão, com Scolari no banco, conseguiu 100% de aproveitamento contra Santos, Corinthians e São Paulo no segundo turno do Brasileirão.

– O Sampaoli é um grande treinador. Suas equipes jogam de forma intensa e será uma partida bem equilibrada. Já enfrentamos o Santos neste ano e foi um jogo bem duro. Até criamos boas chances de marcar, mas não conseguimos. Sábado será mais um belo confronto, entre duas das melhores equipes do país – afirmou o zagueiro Gustavo Gómez.

A principal dúvida do Palmeiras para o duelo deste sábado é Gustavo Scarpa. Em recuperação de uma lesão no tendão da perna direita, o atleta não foi a campo nenhuma vez nas atividades liberadas aos jornalistas. Na sexta, de tênis, ele viu de longe e rapidamente parte da movimentação dos jogadores.

Na escalação, há também a possibilidade de Felipão mudar a formação de seu meio de campo para se adaptar ao estilo de jogo santista, elogiado pelo seu poder ofensivo.

O Palmeiras está invicto no Campeonato Brasileiro há 27 jogos. A última derrota do time alviverde no torneio foi no dia 25 de julho do ano passado, para o Fluminense, quando ainda era comandado por Roger Machado. No período, o Verdão teve 14 jogos como mandante e 100% de aproveitamento (11 vitórias na arena e outras três no Pacaembu).