Do Araguaia ao interior paulista, conheça a história de Maycon, índio atacante do Mirassol

0
Maycon é um dos destaques do sub-17 do Mirassol — Foto: Reprodução

Jovem tem três gols no Paulistão sub-17 e se conecta com a família pela tecnologia

O sonho é o mesmo de qualquer criança: ser jogador de futebol. O caminho para realizar essa vontade é parecido com muitos jovens. Mas a saudade de casa para o atacante Maycon, do sub-17 do Mirassol, é um pouco diferente.

– De caçar, pescar, da roça. Saudade demais. Nunca me acostumei com a cidade, sempre lembro de lá. As coisas são diferentes, é simples, calmo – diz o atacante.

Maycon é, na verdade, Kurehênin-Karajá. Índio nascido às margens do Araguaia, em Tocantins e descoberto por um olheiro do Mirassol, que o levou para as categorias de base do time da região de São José do Rio Preto, no Noroeste Paulista.

– Ele tem muita facilidade para quebrar as linhas com velocidade, com drible, E agora estamos melhorando esse arremate dele de fora da área, esse chute de fora da área para que ele tenha ainda mais sucesso na carreira – dise Odirlei Maurer, o técnico de Maicon.

Longe de casa, Maycon e a família se conectam pela tecnologia. Como o Mirassol transmite seus jogos por uma rádio web do próprio clube, a aldeia pode acompanhar o desenvolvimento da carreira do jovem atacante.

O jovem voltou para casa em três anos no Leão somente em três oportunidades. A viagem dura mais de um dia. Já sua família jamais viajou ao interior paulista.

– Quando eu ouço o locutor narrando o nome dele… Já ouvi alguns gols dele aqui pela rádio. Isso é muito emocionante, nos deixa muito orgulhos, fico sem palavras – diz Idionor Guarani, tio de Maycon.

O caminho do jovem jogador para ser profissional ainda é longo, mas Maycon está no caminho. O rápido atacante tem três gols no Paulistão sub-17 e tem pela frente, talvez, seu maior desafio até aqui. O Leão joga contra o Corinthians nos dois próximos sábados por uma vaga na semifinal do estadual.