Diário do Verdão – Habilidade, versatilidade e foco: o que o Palmeiras pode esperar de Hyoran

0

Jovem meia, contratado da Chapecoense, tem futuro promissor no futebol. Destaque do time catarinense, o jogador tem qualidades a serem lapidadas pelo time paulista

Hyoran Chapecoense (Foto: Laion Espíndula)
Hyoran é revelação da Chapecoense neste Brasileirão (Foto: Laion Espíndula)

Terceira contratação do Palmeiras para a próxima temporada, o meia Hyoran, que está na Chapecoense, é aposta do Verdão para 2017. Seu nome é inspirado no craque holandês Johan Cruyff, mas um erro na hora do registro mudou as letras. Atualmente com 23 anos, o jogador segue o perfil de jovens desejado pela diretoria do clube, em um projeto encabeçado pelo diretor de futebol Alexandre Mattos.

Natural de Chapecó, Hyoran jogou no sub-20 do Corinthians até 2012, chegou a passar pelo Flamengo de Guarulhos (que mantinha parceria com o Alvinegro), mas ganhou mais evidência na equipe catarinense. Hoje, não é destaque da Chape – mas segue com o status de revelação.

Dos últimos 10 jogos, ele foi titular em três. Segue como alguém constantemente utilizado pelo técnico Caio Júnior, já que saiu do banco de reservas em cinco oportunidades nestas partidas em questão. Inclusive no último confronto da Chapecoense no Brasileirão – vitória por 1 a 0 sobre o Figueirense, no último domingo.

Embora tenha características de camisa 10, Hyoran não chega com esse status ao Palmeiras. Não se trata da contratação de um titular inquestionável, mas sim de uma aposta com potencial a ser desenvolvido em um clube de maiores proporções. Vem sendo monitorado pelo Verdão desde agosto. Na atual edição do Brasileirão, é o jogador da Chapecoense que mais finaliza.

Hyoran é um jogador leve, rápido e de muita habilidade. Com dribles curtos e boa visão de jogo, o meia, é, de longe, em Santa Catarina, o nome mais promissor. Tem boa finalização de média distância e costuma acertar o alvo. Além disso, joga em diferentes posições do campo – é destro, mas cai também pela direita, centro e esquerda.

Hyoran Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

Hyoran em ação pela Chapecoense no Brasileirão (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

O meia disputou poucos jogos na Série A em 2014 e teve o sua melhor fase em 2015. Foram 38 jogos na temporada, o título do Catarinense e uma boa impressão para o torcedor.

Entretanto, com a chegada do técnico Guto Ferreira, Hyoran perdeu espaço entre os titulares. Na visão do treinador, o jogador de 22 anos, à época, e 1m74 não apresentava condições físicas para atuar o jogo todo – era preciso ganhar massa muscular. A decisão causou polêmica.

Logo depois da chegada do técnico Caio Júnior, na atual temporada, Hyoran sofreu uma lesão grave no ombro que o afastou por quase dois meses dos jogos no Brasileirão. Contudo, retornou e, até o mês de novembro, completou 36 jogos na temporada.

Hyoran tem muito talento para ser explorado e foco na carreira – é centrado, sem causar problemas fora de campo. Porém, é preciso, de fato, ganhar mais estrutura muscular, como pensava Guto Ferreira, à época de sua polêmica decisão. Agora, é trabalho para o Palmeiras.

DEIXE UMA RESPOSTA