Diário do Peixe – Intensidade e organização: o que o Santos precisa para vencer Chape fora

0

Peixe enfrentou a Chapecoense na Arena Condá duas vezes: empatou uma e perdeu a outra. Agora, precisa vencer de qualquer jeito para se aproximar do G-3

Dorival Júnior, Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)
Dorival Júnior terá força quase máxima neste domingo (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

O Santos, eliminado da Copa do Brasil, inicia neste domingo a série de sete “finais” em busca do G-3 do Campeonato Brasileiro. Diante da Chapecoense, tenta pela primeira vez vencer na Arena Condá. O Peixe já foi a Chapecó duas vezes: empatou uma e perdeu outra. Agora, qualquer resultado que não seja a vitória pode dificultar a situação do time comandado por Dorival Júnior.

 

O confronto deste domingo, às 19h30 (de Brasília), é válido pela 32ª rodada do Brasileirão. O Alvinegro é o quarto colocado, com 55 pontos, um a menos que o Atlético-MG, terceiro. O Botafogo, em quinto, tem 53 e já ameaça os santistas, que empataram na última rodada com o Grêmio na Vila Belmiro.

Para conseguir a primeira vitória na Arena Condá, o Santos precisa ter bastante intensidade – mais do que o time da casa, que costuma pressionar. Diante do Internacional, na última quarta-feira, por exemplo, o Peixe não conseguiu impor o ritmo e levou o primeiro gol logo nos minutos iniciais, aí teve dificuldade para buscar o resultado e perdeu por 2 a 0. Desta vez, é preciso ter mais controle do duelo e “sufocar” a Chapecoense desde o começo.

A intensidade, porém, não pode ser confundida com falta de organização. A equipe comandada por Dorival Júnior não costuma abrir mão do esquema tático por um resultado. Então, contra a Chapecoense, não deve ser diferente. Esquecer o retrospecto também é outra meta santista.

Em 2016, inclusive, o desempenho do Alvinegro fora de casa no Brasileiro melhorou: já são cinco vitórias (oito derrotas e três empates), contra apenas uma da temporada passada.

Como o Santos não tem mais chances de ir direto à Libertadores pela Copa do Brasil, a meta agora é buscar o G-3 do Campeonato Brasileiro. Assim, não precisará disputar a primeira fase da competição continental, que é mata-mata.

Próximo adversário: Chapecoense
Local: Arena Condá, Chapecó
Data e horário: domingo, 19h30 (de Brasília)
Escalação provável: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Jean Mota, Copete e Ricardo Oliveira
Desfalques: Gustavo Henrique (ruptura de ligamentos do joelho), Vitor Bueno (lesão muscular na coxa) e Elano (dor nas costas)
Arbitragem: Nilson Nogueira Dias apita, auxiliado por Marcelino Castro de Nazaré e Bruno Cesar Chaves Vieira, todos de PE
Tempo Real: GloboEsporte.com

DEIXE UMA RESPOSTA