Diário do Peixe – À espera de Vitor Bueno, Santos pode mudar formação contra o Inter

0

Meia, que tem atuado como atacante pelos lados, deixou a partida contra o Sport, no último domingo, com dores no músculo adutor da coxa esquerda e é dúvida na quarta

Dorival Júnior Santos (Foto: Ivan Storti / Divulgação Santos FC)
Dorival Júnior terá de “quebrar a cabeça” sem Vitor Bueno (Foto: Ivan Storti / Divulgação Santos FC)

A derrota por 1 a 0 para o Sport, no último sábado, pelo Campeonato Brasileiro, não foi o único prejuízo do Santos. Além do zagueiro Gustavo Henrique, com uma entorse no joelho esquerdo, o meia Vitor Bueno também deixou o gramado da Ilha do Retiro com dores e pode obrigar o técnico Dorival Júnior a mudar a formação da equipe nesta quarta-feira, contra o Internacional, às 19h30, pelas quartas de final da Copa do Brasil.

O jogador, titular absoluto do Peixe, foi substituído no segundo tempo por causa de um incômodo no músculo adutor da coxa esquerda e fará exames nesta semana. Se Vitor Bueno realmente for vetado, o Alvinegro deve abrir mão do esquema com três atacantes para jogar com quatro meias, por conta da falta de um substituto com as mesmas características.

Jean Mota, que foi o substituto de Vitor Bueno na vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo, não pode disputar mais a Copa do Brasil este ano, porque defendeu o Fortaleza na competição. O garoto Walterson, do Santos B, está há pouco tempo no time profissional, e Dorival Júnior ainda acha cedo demais colocá-lo desde o início em um jogo importante.

Assim, pode restar ao treinador mudar a formação utilizada desde julho do ano passado, quando retornou ao clube: sempre com um atacante centralizado e dois abertos. Emiliano Vecchio, Léo Cittadini, que tem sido utilizado como volante, mas é meia, e Rafael Longuine são as opções de Dorival para o jogo contra o Internacional.

Com Vecchio e Cittadini, o Santos ganha mais qualidade na troca de passes e na ligação entre defesa e ataque, mas perde velocidade em jogadas individuais. Se o técnico optar por Longuine, o Peixe terá mais uma opção na bola parada e para arriscar chutes de longa distância, duas especialidades do jogador.

Há também a opção de utilizar Joel como atacante de beirada, mas o camaronês só vem sendo utilizado por Dorival como homem de referência na área.

O Alvinegro deve entrar em campo nesta quarta-feira com: Vanderlei, Victor Ferraz, Luiz Felipe, David Braz e Zeca; Renato, Thiago Maia, Lucas Lima e Vecchio (Léo Cittadini ou Longuine); Copete e Ricardo Oliveira (Rodrigão).

DEIXE UMA RESPOSTA