COPIA E COLA – Segunda instância julga Lula no caso do sítio de Atibaia

0
Recife PE 17 11 2019-Festival Lula Livre em Recife. Fotos: Ricardo Stuckert

Sentença que juíza copiou do processo do Tríplex pode ser anulada; MPF pede aumento da pena

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), com sede em Porto Alegre, julga nesta quarta-feira (27) o processo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) referente à reforma do famoso sítio de Atibaia. A questão envolve as empresas Odebrescht e OAS, que teria bancado a reforma na propriedade que embora não esteja no nome de Lula, o Ministério Público Federal o aponta como dono e pede o aumento da pena de 12 anos.

O processo já foi julgado em primeira instância pela juíza Gabriela Hardt e virou polêmica depois da comprovação que a magistrada ao proferir a sentença copiou boa parte da texto da sentença do ex-juiz Sérgio Moro, que condenou Lula no caso do Tríplex do Guarujá.A própria juíza confessou a cópia.

Recentemente, no mesmo TRF-4, um sentença feita da mesma forma foi anulada. A defesa de Lula pede a anulação do processo com base em decisão recente do Supremo Tribunal Federal (STF), que determina que os réus delatores sejam ouvidos antes dos réus delatados. No caso deste processo o delator foi ouvido depois de Lula. O julgamento desta quarta deve durar até o final da tarde.

 

Por Jair Viana