Comissão adia depoimentos na Câmara Municipal após pedido de Crespo

0
Comissão processante adia depoimentos após pedido de Crespo (Foto: Daniela Golfieri/TV TEM)

Defesa pediu para ter acesso a documento que só foram disponibilizados na segunda-feira (24). Oitivas foram remarcadas para o dia 2 de agosto.

A Comissão Processante da Câmera de Vereadores de Sorocaba (SP), criada para investigar possíveis irregularidades político-administrativas cometidas pelo prefeito José Crespo (DEM), adiou os depoimentos que estavam previstos para a manhã desta terça-feira (25).

A decisão foi tomada após a defesa do chefe do Executivo pedir para ter acesso a documentos que só foram disponibilizados na segunda-feira (24).

  • Câmara aprova CPI para apurar confusão entre prefeito e vice
  • Polícia indicia ex-assessora de Crespo por uso de documento falso
  • Crespo pede que vice se ausente de cargo e desocupe sala em 24h

Por isso, a Comissão Processante decidiu permitir o direito a ampla defesa de José Crespo e anunciou a remarcação da sessão para o dia 2 de agosto.

Entre os depoimentos, a comissão deve ouvir a vice-prefeita Jaqueline Coutuinho – responsável pela denúncia -, o secretário do gabinete central, Hudson Zuliani, o corregedor geral do município, Gustavo Barata, a ex-assessora Tatiane Polis e os dois guardas municipais que trabalhavam no gabinete no dia em que Crespo teria discutido com a vice-prefeita.

Os vereadores investigam se Crespo sabia das irregularidades envolvendo a formação escolar da ex-assessora dele, Tatiane Polis.

A Comissão Processante tem um prazo de 90 dias, que vai até o fim de setembro, para encerrar os trabalhos.