COC Sorocaba traz projeto de robótica da Lego para a cidade

0
Foto: COC Sorocaba/Divulgação

Implantada em escolas de vários países, iniciativa pedagógica conquistou os alunos e permite trabalhar diversas habilidades e conhecimento.

Elas surgiram há mais de 80 anos, na Dinamarca, e seguem conquistando crianças e adolescentes do mundo todo, além de educadores, que veem nas pecinhas de encaixe da Lego um enorme potencial de aprendizagem. E, para atualizar os conceitos pedagógicos envolvidos no uso do brinquedo, a Lego Education desenvolveu um projeto de robótica utilizado em escolas de diversos países.

Agora o COC Sorocaba – Santa Rosália firmou parceria com a empresa europeia, implementando o projeto em nossa cidade e, em pouco tempo, já é possível verificar os ótimos resultados.

Antes de iniciar as aulas, professores do colégio passaram por treinamento e receberam certificados expedidos diretamente pela sede da Lego, na Dinamarca. Assim, oito profissionais do COC Santa Rosália estão capacitados para atuar como professores Lego e podem dar aula em qualquer lugar do mundo.

O colégio investiu também na aquisição de kits, para a realização de atividades dos alunos. Além das famosas pecinhas de encaixe, os kits contêm tablets com o programa de robótica empregado pela Lego e motores para a confecção dos robôs.

Para as crianças do ensino Fundamental I, as aulas fazem parte da grade curricular, sem custo adicional para o aluno. Já para alunos do ensino Fundamental II e do Ensino Médio, as aulas ocorrem no período da tarde e os estudantes estão se preparando para participar da primeira competição nacional de robótica, ainda neste mês. A ideia é que, ao longo do ano, as equipes de robótica façam seus treinos visando dois campeonatos: a Olimpíada Brasileira de Robótica e também a First Lego League.

Aulas de robótica fazem parte da grade curricular, sem custo adicional para o aluno (Foto: COC Sorocaba/Divulgação)
Aulas de robótica fazem parte da grade curricular, sem custo adicional para o aluno (Foto: COC Sorocaba/Divulgação)

Através das aulas de robótica Lego, os estudantes colocam em prática teorias da matemática e da física aprendidas em sala de aula e aprimoram conceitos de computação. As atividades resultam ainda em uma série de benefícios, como foco, imaginação, percepção visual, coordenação motora, autonomia, postura empreendedora, flexibilidade cognitiva, habilidades criativas, sociais (colaboração, resolução de conflitos, trabalho em equipe) e até emocionais (autocontrole, perseverança, etc).

“As aulas de robótica Lego se encaixam perfeitamente no conceito pedagógico trabalhado por nós, o ensino híbrido que, em linhas gerais, investe em três pilares básicos: o ensino de conteúdos tradicionais, o uso das tecnologias em sala de aula e o conceito de aprendizagem ativa, em que os estudantes não são apenas receptores do conhecimento, mas também protagonistas na hora de aprender”, explica o diretor Raul Mascarenhas Fonseca. Ele ressalta ainda a excelente recepção ao projeto por professores e alunos, sendo que estes aguardam ansiosamente pelas aulas.

Coordenadora do ensino fundamental, Priscila Lima é uma das professoras Lego e está encantada com os resultados conquistados nas aulas.

“O conhecimento em diferentes áreas é essencial para garantir o desenvolvimento de habilidades e, com este trabalho, é possível explorar as diversas competências dos alunos. Percebemos que este aprendizado lúdico proporciona muitas descobertas e isso tem sido fascinante”, pontua Priscila. Ela cita também um princípio transmitido durante o curso de formação Lego, do qual participou: “Suas mãos sabem mais do que você imagina. Suas mãos sabem coisas que a sua mente não sabe que sabe”.

Aulas de robótica resultam em uma série de benefícios, como foco e imaginação (Foto: COC Sorocaba/Divulgação)
Aulas de robótica resultam em uma série de benefícios, como foco e imaginação (Foto: COC Sorocaba/Divulgação)