Candidatos embolam e indefinem adversário de Edinho

0
Candiatos Marco Rillo, Coronel Helena e Marco Casalle // Imagem - BD

Empatados tecnicamente no segundo lugar, Casalle, Rillo e Coronel Helena deixam incerto quem deverá enfrentar Edinho no segundo turno.

Ninguém discute que o resultado das eleições no Brasil este ano é incerto. Desde que entraram em vigor as novas regras eleitorais e os males da covid-19, o país ficou de cabeça para baixo.

Há dois anos, marqueteiros de plantão quebravam a cabeça para convencer o eleitor entre a esquerda e a direita. O próximo dia 15 de novembro traz outras questões bem menos radicais e ideológicas: Quantas pessoas vão votar? Elas vão sair de casa para votar? Qual será a porcentagem de eleitores que ainda não decidiram pelo seu voto? E qual a importância disso para o pleito em questão?

Em muitos municípios do estado, o que era óbvio passou a ser antinômico. Em São José do Rio Preto, a 464km da capital, o cenário mudou com a nova realidade social. Pesquisa recente encomendada pelo Instituto Intelligence mostrou que, entre 600 (seiscentas) pessoas consultadas nos dias 15 e 16 de outubro, quase metade do montante ainda não escolheu em quem votar.

Pesquisa do Instituto Inteligence, feita em Rio Preto entre os dias 15 e 16 de outubro, revelam que 60% dos quase 335 mil eleitores locais não sabem em quem votar. A margem de erro é de 4 pontos e o nível de confiança de 95%. Nos cenários apresentados, a eleição de São José do Rio Preto aponta 2º turno. Foram calculados votos espontâneos, estimulados e índice de rejeição de cada candidato.

Na intenção de voto, Edinho Araújo (MDB), aparece em primeiro. Mas teve que segurar os rojões, o abraço e o choro da vitória no 1º turno. Postulantes novatos, Casale (PSL), Cel. Helena dos Reis (Republicanos) e o ex-vereador e candidato a prefeito Marco Rillo (PSOL) aparecem na boca do povo e ameaçam interromper a trajetória política do emedebista.

Na votação espontânea, Edinho Araújo (MDB) aparece com 22%, Cel. Helena (Republicanos) 6%, Casale (PSL) 5%, Marco Rillo (PSOL) 4%, Carlos de Arnaldo (PDT) 2%. Os candidatos Carlos Alexandre (PcdoB), Filipe Marchesoni (NOVO) e Paulo Bassan (PRTB) não obtiveram 1% das intenções de voto.

Na intenção de votos estimulada, Edinho aparece com 26%, Casale 8%, Cel. Helena 8%, Marco Rillo 7%, Carlos de Arnaldo 2%, Rogério Vinícius, 1%. Carlos Alexandre, Filipe Marchesoni e Paulo Bassan não obtiveram 1% das intenções de voto. Do total, 45% de eleitores não sabem em quem votar – (22%) brancos e nulos e 25% não sabem – a somatória remete ao segundo turno, já que Edinho precisaria de 50% mais um para garantir o 1º.

REJEIÇÃO – Com maior rejeição, aparece Edinho Araújo (18%), seguido de Marco Rillo (16%), Cel. Helena Reis (14%) e Casale (12%) e os demais com menos de 10%.

A pesquisa foi registrada junto ao TRE-SP sob o número 02238/2020, pelo Instituto Inteligence Serviços, com margem de erro de 4%, foram realizadas 600 entrevistas no período de 15 e 16 de outubro de 2020,  conforme indicação da legislação vigente.