Campanha ‘Máscaras que Salvam’ completa uma semana de atividades voluntárias em Sorocaba

0

Iniciativa do Grupo de Ação e Enfrentamento ao Coronavírus (Graeco), essa ação social já conta com a adesão de 30 costureiras voluntárias. Mais de mil metros de tecidos foram angariados e cerca de 2 mil máscaras reutilizáveis devem ficar prontas nos próximos dias

A campanha ‘Máscaras que Salvam’ prossegue em Sorocaba, realizada pelo Grupo de Ação e Enfrentamento ao Coronavírus (Graeco), e completou nesta segunda-feira (20) sua primeira semana de atividades. Mais de mil metros de tecidos foram recebidos via doação, para a confecção de máscaras reutilizáveis que serão, num segundo momento, distribuídos para a população, sobretudo aos mais carentes. Até então, 30 costureiras voluntárias estão produzindo as máscaras.

O vereador Rodrigo Manga é um dos apoiadores do Graeco e reforça a importância da campanha

Todos podem participar da campanha, seja pessoa física ou jurídica, e a meta é fazer com que todo cidadão sorocabano esteja protegido durante o isolamento social e seguro quando ocorrer o retorno gradativo à vida profissional, seguindo as orientações das autoridades em saúde.
O vereador Rodrigo Manga é um dos apoiadores do Graeco e reforça a importância da campanha. “Pouco a pouco vamos, também com solidariedade e força de vontade, ajudando a vencer o coronavírus. Temos que aprender a conviver com essa doença no nosso meio e aos poucos voltaremos a ‘tocar’ nossa vida. E a máscara é uma importante aliada…”, menciona.
“Os trabalhos prosseguem. Até quinta-feira a previsão é que tenhamos 2 mil máscaras já prontas. Elas serão entregues junto com um informativo, dando orientações de como usá-las e higienizá-las corretamente”, informa o pastor Eduardo Bortolossi, integrante do Graeco e responsável pela coordenação operacional da campanha.

Costureiras – A costureira Eli Rodrigues Kobayashi é uma das colaboradoras da campanha. Está trabalhando da casa dela, pois acha mais prático. “Tenho máquina de costura aqui e tempo livre. Então, quando soube da campanha, não pensei duas vezes para me voluntariar”, frisa.
Já Fabrícia Lemski Rosa não costurava há 15 anos, mas resolveu colaborar. Ela é pastora da Igreja Batista de Sorocaba e, todo dia, ali mesmo tira três horas para confeccionar as máscaras. “Trouxemos algumas máquinas e faço aqui mesmo o trabalho, que nada mais é do que uma pequena contribuição, mas que me sinto muito bem em fazê-la e ajudar a quem precisa”, complementa. Assim como Eli e as demais costureiras, Fabrícia recebeu um kit, contendo oito metros de tecido, linha e elástico, suficiente para a produção de 100 máscaras.
As costureiras interessadas com ajudar na campanha podem entrar em contato pelo número de Whatsapp (15) 98144-8981. É feito um cadastro e uma rápida entrevista para saber se já tem equipamento, local e disponibilidades para produzir. No caso de trabalho voluntário em domicílio, a entrega dos materiais e a retirada das máscaras e feita por pessoal ligado ao Graeco.
A distribuição das máscaras será feita pelas respectivas comunidades religiosas, respeitando o cadastramento prévio, sempre priorizado o atendimento às pessoas mais carentes. Outra parte será fornecida à Prefeitura de Sorocaba, que está apoiando a iniciativa.

Materiais – Seguindo orientações do Ministério da Saúde, a campanha ‘Máscaras que Salvam’, está recebendo somente tecidos com boa capacidade de filtragem de partículas, como de saco de aspirador, cotton (composto de 55% de poliéster e 45% de algodão), 100% algodão (como tricoline) e fronhas de tecido antimicrobiano.
Também podem ser doados materiais encontrados no dia a dia, como camisetas 100% algodão, roupas em bom estado de conservação e até tecido TNT. Já as máscaras precisam ser feitas com camadas duplas, nas medidas corretas, cobrindo totalmente a boca e nariz, e que sejam bem ajustadas ao rosto, sem deixar espaços nas laterais. Máscaras de TNT podem ser doadas desde que nunca tenham sido utilizadas.

Locais e contatos – Para saber mais detalhes sobre a doação de tecidos ou se quer inscrever-se para o recebimento de máscaras, o contato é pelo Whatsapp (15) 98147-0149.
Inicialmente, quatro pontos foram definidos para centralizar a arrecadação dos materiais doados, com atendimento em horário comercial:
– Igreja Batista de Sorocaba (Av. Hollingsworth, 565 – Iporanga);
– Comunidade Atos do Espírito Santo (Av. Adão Pereira de Camargo, 784 – Jd. Aeroporto);
– Paróquia Cristo Rei (R. Osvaldo Gonçalves dos Santos, 97 – Parque das Laranjeiras);
– Igreja Renascer em Cristo (Rua Comendador Oeterer, 1.333 – Vila Carvalho).
O Graeco ainda está cadastrando outras igrejas e entidades interessadas em colaborar da ação, seja como ponto de arrecadação de materiais ou fornecendo algum tipo de apoio para que a campanha seja ampliada.

O Graeco – O Grupo de Ação e Enfrentamento ao Coronavírus (Graeco) tem o objetivo de discutir ideias, bem como definir e propor sugestões de ações e estratégias para o enfrentamento ao Covid-19 em Sorocaba, apoiando as iniciativas do poder público local contra a doença.
O Graeco conta com o apoio de médicos, biólogos, economistas, vereadores e representante do Poder Executivo Municipal de Sorocaba. Entidades e igrejas também estão mobilizadas nessa causa, que não tem fins partidários, religiosos ou de qualquer ideologia.
As diretrizes que norteiam os trabalhos do grupo estão assim estabelecidas: ações médicas (estrutura de atendimento público, testagem e diagnósticos), sociais (divulgação de informações e registros, mitigar novas fontes possíveis de transmissão e organização social estruturada) e de tecnologia (utilização de telemedicina e produção de respiradores mecânicos e equipamentos de proteção individual).