Cães ajudam no desenvolvimento de crianças autistas em Araçatuba

0
Cães ajudam no desenvolvimento de crianças autistas de Araçatuba (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

Psicóloga explica que animais ajudam as crianças a expressarem afetividade, alegria, prazer e também o medo.

Os animais são capazes de distribuir amor e ajudam as pessoas a superarem dificuldades. É o caso dos animais do projeto Cão Cidadão, da Universidade Estadual Paulista (Unesp), que com carinho e alegria auxiliam no desenvolvimento de crianças autistas de uma associação de Araçatuba (SP).

“Os nossos cães adestrados são voluntários. Ao longo do processo de adestramento, nós conhecemos cada animal e verificamos a aptidão de cada um deles: se são melhores para trabalhar com crianças, idosos e assim por diante”, explica a voluntária do projeto Valéria Oliva.

As crianças da associação interagem com os animais e retribuem o carinho que recebem deles, além de praticar muita atividade física para acompanhar a energia dos cães.

“Através dos cães, eles conseguem expressar afetividade, alegria, prazer e inclusive o medo no início. Mas com o trabalho, gradativamente os animais são mais aceitos e o medo desaparece”, explica a psicóloga Adriana Rodrigues Lopes.

Empresária tem cinco cães e 13 gatos em Araçatuba (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM
Empresária tem cinco cães e 13 gatos em Araçatuba (SP) — Foto: Reprodução/TV TEM

O amor dos pets também tirou a engenheira industrial Alessandra Araújo Prado de uma depressão após ela deixar o emprego.

“Veio uma lambida de um gato, o desespero deles querendo comida. Parece que os animais falam que a gente precisa viver por eles”, conta.

Hoje Alessandra é empresária e tem um petshop. Ela passa o dia todo cuidando dos animais dos clientes, e quando chega em casa tem mais cinco cães e 13 gatos para dividir a atenção.

“É um prazer cuidar dos animais, já que eles foram um fôlego de vida para mim”, finaliza.

Empresária de Araçatuba deixou depressão após contato com animais — Foto: Reprodução/TV TEM
Empresária de Araçatuba deixou depressão após contato com animais — Foto: Reprodução/TV TEM