‘Brincávamos que iria viver mais de 100 anos’, diz sobrinha de idoso morto em explosão em Jundiaí

0
Incéndio - Jornal bom dia
Tubulação de gás destruiu casa e morador morreu em Jundiaí — Foto: Sandro Zeppi/TV TEM

Leonardo Martins, de 86 anos, teve 50% do corpo queimado com a explosão. Família espera que os responsáveis pela tragédia sejam identificados e arquem com as punições cabíveis.

A sobrinha do idoso de 86 anos que morreu após ter a casa atingida por uma explosão na tubulação de gás natural, na Vila Progresso, em Jundiaí (SP), ainda tenta superar a tragédia. Um vídeo registrou o momento da explosão.

Célia Regina Françoso, de 56 anos, conta que, apesar da idade avançada, Leonardo Martins ainda estava muito lúcido e não precisava de ajuda para nada no que diz respeito a autonomia. “Ainda brincavámos que ele iria viver mais de 100 anos pela saúde que tinha.”

Por causa da explosão, o idoso – que era viúvo e morava sozinho – teve 50% do corpo queimado e foi soterrado pelos escombros. Leonardo chegou a ficar internado no Hospital Oswaldo Cruz, em São Paulo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no sábado (3). O corpo dele foi sepultado no domingo (4), em Jundiaí.

Casa do idoso ficou destruída com a explosão em Jundiaí — Foto: Arquivo pessoal
Casa do idoso ficou destruída com a explosão em Jundiaí — Foto: Arquivo pessoal

A sobrinha conta ainda que o tio não costumava ficar muito em casa. Como ela tem um imóvel na praia, eles sempre viajavam para o litoral juntos. O único filho de Leonardo também sempre estava por perto. “Nós três havíamos voltado da praia há 12 dias e voltaríamos nesta terça (6)”, lamenta.

Célia espera que os responsáveis pela explosão sejam apontados e que arquem com as punições cabíveis pela morte de seu tio.

“Sabemos que nada que for feito a partir de agora o trará de volta, mas precisamos que os responsáveis se responsabilizem mesmo para que esse tipo de acidente não volte a acontecer com outras famílias.”

Explosão destruiu casas

A tubulação de gás natural que explodiu fica na Rua Anita Garibaldi, na Vila Progresso. Além do idoso, um funcionário de uma empresa de fibra ótica que fazia reparos no local também ficou ferido. Ele continua internado no Hospital São Vicente, mas o estado de saúde dele não foi divulgado.

Dois imóveis ao redor do local foram interditados e evacuados. Os moradores das casas vizinhas estão nas casas de parentes e a empresa que fazia o trabalho no local está dando assistência a eles. Engenheiros estão avaliando os imóveis para dar detalhes dos reparos que precisam ser feitos.

Segundo vizinhos, um funcionário de uma empresa que presta serviço para a Comgás – responsável pelo fornecimento de gás natural em Jundiaí – estava no local fazendo reparos na tubulação quando houve o vazamento.

Vítima de explosão em tubulação de gás segue internado em Jundiaí
Vítima de explosão em tubulação de gás segue internado em Jundiaí

Os bombeiros disseram que, com o vazamento, o gás ficou alojado dentro da residência de Leonardo e, por conta de uma fonte de ignição, como uma faísca, houve a explosão.

“Esse vazamento foi proveniente de um furo que deveria passar a fibra ótica. O furo não estava aparente e, sim, embaixo da terra e foi através da rede de esgoto. O gás ficou acumulado dentro da casa.”

A Comgás disse que acompanha de perto as investigações sobre o ocorrido e que presta todo o suporte à família da vítima e também ao funcionário da empresa de fibra ótica. A Polícia Civil deve investigar o caso a fim de identificar os responsáveis pela tragédia