Boletim de ocorrência aponta que motorista bêbado agrediu a mulher antes do acidente que matou ela e o filho

0
mãe e filho - jornal bom dia

Segundo a polícia, existe a denúncia, mas delegado não vai investigar porque as mortes e o teor alcoólico do motorista são os agravantes. Homem chegou a ser preso por embriaguez, mas foi liberado em audiência de custódia.

 A mulher que morreu em um acidente de trânsito junto do filho, de 9 anos, teria sido agredida pelo companheiro, que dirigia o carro, antes da batida, de acordo com as informações do boletim de ocorrência. O acidente foi na madrugada de sexta-feira (7), na Avenida Juscelino Kubitschek, em Rio Preto (SP)

De acordo com a Polícia Civil, existe essa denúncia feita por uma testemunha à polícia, de que o casal teria brigado, mas o caso não deve ser investigado já que o agravante foi do motorista estar embriagado e provocar a morte de duas pessoas.

Segundo a polícia, o motorista ficou em estado de choque logo depois do acidente. No B.O. também consta que ele tentou tirar a mulher de dentro do carro, já que ela estava presa às ferragens. Ele chegou a ser preso, mas foi solto durante a audiência de custódia.

A avenida onde o acidente aconteceu tem como velocidade máxima 60 km/h. O motorista perdeu o controle da direção, bateu em um carro que estava estacionado, em um poste e terminou na grade de um prédio

A mulher do motorista, Andreia Cristina Teixeira, e um filho de nove anos Felipe Gabriel da Silva morreram no local.

Outro filho, de 15 anos, ficou internado no Hospital de Base, masteve alta no dia seguinte (sábado,8).