Bailarina de Marília faz campanha para participar de seleção em escola de Londres

0
Renata faz vídeos de dança e publica em suas redes sociais como forma de divulgar seu trabalho (Foto: Reprodução/TV TEM)

Viagem está marcada para o começo de setembro e durará quatro meses. No entanto, a estudante ainda busca recursos necessários para se manter durante os estudos.

Uma jovem de Marília (SP) apaixonada pela dança criou uma campanha a fim de arrecadar fundos para viajar até Londres e participar da seleção de uma das maiores escolas de dança contemporânea do mundo, chamada The Place.

Renata Paulino teve seu primeiro contato com a modalidade na cidade de Marília e, agora, já está no terceiro ano do curso de dança da Universidade de Campinas (Unicamp).

“Eu comecei trabalhando com a dança, estudando, brincando, com a dança clássica, ballet, clássico, mas ai eu tive contato com a dança contemporânea em Marília”, conta.

Segundo a bailarina, o sonho de participar da seletiva é muito antigo e agora, já na faculdade, está a um passo mais perto de realizá-lo.

“É um processo de seleção interno, avaliado pelo desempenho acadêmico, uma serie de fatores que contribui e eu fui uma das duas alunas selecionadas para ir até lá”, explica a jovem.

Bailarina afirma que conseguir uma vaga na escola de dança de Londres é um sonho antigo: "Não abrir mão dessa oportunidade" (Foto: Reprodução/TV TEM)
Bailarina afirma que conseguir uma vaga na escola de dança de Londres é um sonho antigo: “Não abrir mão dessa oportunidade” (Foto: Reprodução/TV TEM)

A viagem está marcada para o começo do mês de setembro e deve ficar na capital inglesa por quatro meses. No entanto, a estudante está encontrando dificuldades para conseguir os recursos necessários para se manter durante os estudos.

“O programa me beneficiou com a bolsa dos estudos, porque a The Place não é uma universidade publica, então ganhei a bolsa. Mas, todo o resto, a manutenção na cidade, passagem aérea, alimentação, moradia, tudo é por minha conta e, pra não abrir mão dessa oportunidade, estou desenvolvendo varias ações pra angariar esse fundo, já que não tenho condições pela família”, conta a bailarina.

Como solução, ela resolveu criar uma espécie de “vaquinha” online para contar com a ajuda dos colegas e de outras pessoas interessadas em ajudá-la a realizar seu sonho de levar a dança contemporânea do Brasil para o mundo.

“Vou dar alguns workshops para desenvolver meu trabalho também e angariar fundos. Eu tenho muita fé que vaia contecer, estou muito feliz e empolgada”, diz Renata.