Auxiliar de limpeza salva casamento de 55 anos após devolver aliança perdida

0
Aliança voltou ao dono que perdeu em supermercado de Marília — Foto: Carolina Levorato/TV TEM

Quem ficou feliz com “a sorte” da Regina foi o aposentado Vicente Lazarini, de 81 anos.

“Fui fazer as compras no mercado e quando cheguei em casa descarreguei as sacolas e falei pra ‘Preta’: ‘perdi a aliança no mercado’. Voltei lá, fui no caixa e não acharam. Três dias depois voltei lá, perguntei e nada. A gente ficou muito chateado. Fiquei vários dias não acreditando que tinha perdido.”

A confiança que o casal construiu ao longo dos anos sofreu um ‘abalo’ quando o seu Vicente perdeu o anel do casamento.

Pesquisa no cartório

E foi por meio do nome de Dionéas que um primo da auxiliar de limpeza teve a ideia para encontrar o casal. Ele sugeriu ela fosse até um cartório de registro civil da cidade para tentar encontrar o dono d aliança.

“Ela veio procurando ajuda, tinha em mãos uma aliança muito valiosa aparentemente e ela sabia que precisava devolver para o dono. Além de ter um valor financeiro é um valor sentimental por ser uma aliança datada de 1963. Eu colhi informações possíveis pra poder achar o paradeiro da família”, conta a auxiliar de cartório Jaqueline Catarina Martins.

Ela pesquisou nos registros e procurou documentos que levassem ao nome da dona Dionéas. “Eu fiquei muito contente, foi muito legal porque a partir daí eu consegui extrair mais informações e consegui localizar a família”, lembra.

Depois de localizar a família eles combinaram um local para entregar a aliança: a igreja onde o casal reza toda semana. Não teve quem não se emocionasse com o reencontro deles com a aliança perdida.

“Lembrei o dia do casamento. Ela sempre ficou no dedo, toda vida. Foi uma coisa inesperada. São poucas pessoas que devolvem.

O casal, que já comemorou bodas de ouro, vai comemorar novamente a data em que a aliança voltou. “Muita emoção, é uma aliança de recordação. Essa aliança é das bodas de ouro, mas aqui dentro tem nossa aliança de quando nós casamos. Nossa recordação continua junto”, explica Dionéas.

No encontro os três ganharam muito mais do que a devolução da aliança, ganharam um vínculo, um sentimento de gratidão que surgiu naquele instante e vai ser levado para vida. “Eu fiquei muito feliz porque ficou a sensação de gratidão, de amor”, comemora Regina.

Por: G1 Bauru