Áudio revela ameaça a clientes que registraram denúncia de estelionato contra construtora

0
Áudio de proprietário de construtora de Rio Preto (SP) ameaçava cliente (Foto: Reprodução/TV TEM)

Caso está sendo investigado pela polícia. Segundo vítimas, empresa de Rio Preto (SP) cobrou quantia para a liberação de financiamento, mas não deu continuidade às obras.

Um áudio repassado à polícia revela que clientes de uma construtora foram ameaçados por um dos proprietários da empresa de São José do Rio Preto (SP), que foi denunciada por estelionato por mais de 30 pessoas.

O trecho de um dos áudios repassados à polícia e cedidos à TV TEM diz: “Pode avisar ele que se não me pagar, o ‘bagulho’ vai ficar louco. Vou derrubar a casa dele e vou atrás dele com o revólver carregado”.

Segundo as vítimas, as denúncias foram feitas porque os proprietários da empresa cobraram uma quantia para a liberação do financiamento na Caixa Econômica Federal, mas a construtora não deu continuidade às obras.

A Marcela é uma das clientes que contratou a empresa para construir a casa dela há 9 meses. Ela deu um carro no valor de R$ 35 mil de entrada no imóvel, mas a obra não foi iniciada.

“Eles iludem, dizem que precisa de entrada para facilitar a construção. Eles pediram meu carro e era a única coisa que eu tinha. Isso já faz nove meses e sumiram”, lamenta Marcela da Silva.

Denúncias contra construtora foram registradas por mais de 30 pessoas em Rio Preto (Foto: Reprodução/TV TEM)
Denúncias contra construtora foram registradas por mais de 30 pessoas em Rio Preto (Foto: Reprodução/TV TEM)

A engenheira civil Luciele Oliveira conta que trabalhou na “Criativa Incorporadora” de dezembro de 2016 a março de 2017 também procurou a polícia porque alega que teve seu nome usado indevidamente pelos donos da empresa.

“Não assinei contrato ou recibo e eles buscavam dinheiro com o cliente e diziam que era para pagar a engenharia da Caixa e o projeto quando, na verdade, não pagavam nada e o processo do cliente ficava parado”, conta a engenheira.

TV TEM foi até a construtora, mas ninguém atendeu. No entanto, a empresa se manifestou por e-mail dizendo que os clientes mantêm contato ativo com a empresa e que todos serão notificados nos próximos dias sobre a fase de cada imóvel.

Já a Caixa Econômica Federal informou que a empresa “Criativa Incorporadora” não tem autorização de uso da marca e não pode atuar como representante na operacionalização de financiamentos habitacionais. Também disse que é expressamente proibida a cobrança de quaisquer valores valores dos mutuários por parte de seus parceiros.