Apreensão de cigarros cresce 33% este ano no Centro-Oeste Paulista

0
Caminhão - Jornal bom dia
Caminhão frogorífico foi flagraddo com 2 mil caixas de cigarros: "criatividade" — Foto: TV TEM/Reprodução

A apreensão de cigarros contrabandeado no Centro-Oeste Paulista registrou um aumentou 33% neste ano em relação ao ano passado. Até agora, a cifra supera a marca de 4 milhões de maços retirados de circulação nas 63 ocorrências registradas na região.

Para a delegada da Polícia Federal (PF), Karen Dunder, esse aumento é reflexo do aumento e da melhora na qualidade da fiscalização realizada principalmente nas estradas da região.

“Temos intensificado o trabalho de fiscalização, principalmente através de parceria com as polícias que estão na pista, como a Rodoviária e a PRF [Polícia Rodoviária Federal] de Marília”, explica a delegada da PF.

Diante dessa fiscalização “mais dura”, os contrabandistas têm procurado inovar nas formas de enganar os agentes. Em Ourinhos, por exemplo, um caminhão frigorífico levava quase 2 mil caixas

A apreensão de cigarros contrabandeado no Centro-Oeste Paulista registrou um aumentou 33% neste ano em relação ao ano passado. Até agora, a cifra supera a marca de 4 milhões de maços retirados de circulação nas 63 ocorrências registradas na região.

Para a delegada da Polícia Federal (PF), Karen Dunder, esse aumento é reflexo do aumento e da melhora na qualidade da fiscalização realizada principalmente nas estradas da região.

“Temos intensificado o trabalho de fiscalização, principalmente através de parceria com as polícias que estão na pista, como a Rodoviária e a PRF [Polícia Rodoviária Federal] de Marília”, explica a delegada da PF.

Diante dessa fiscalização “mais dura”, os contrabandistas têm procurado inovar nas formas de enganar os agentes. Em Ourinhos, por exemplo, um caminhão frigorífico levava quase 2 mil caixas de cigarros.

Em Assis, até uma ambulância foi usada para “mascarar” o transporte ilegal de 145 caixas que vinham do Paraguai. Além dessas formas “criativas”, boa parte das apreensões são flagradas em carretas e carros de passeio.

Na região, de janeiro a outubro desse ano, foram apreendidos mais de 4,3 milhões maços de cigarro, quantidade maior do que as apreensões feitas em todo o ano passado, quando foram retirados das ruas pouco mais de 3 milhões de maços.

Segundo o delegado da Receita Federal Luiz Carlos Anézio, a importação de cigarros é proibida no Brasil e a operação é considerada crime de contrabando. Quando surpreendido, o contrabandista recebe multa (R$ 2 por maço) e responde a processo na área penal. O cigarro apreendido é destruído e enterrado em aterros sanitários.

Segundo a PF, o Centro-Oeste Paulista é considerado uma rota importante para os contrabandistas como forma de acesso aos grandes centros urbanos do país. Na região, em 63 ocorrências registradas, 21 pessoas foram presas.

Galpões da Receita ficam lotados com caixas de cigarros ilegal: 4,3 milhões de maços apreendidos até outubro — Foto: TV TEM/Reprodução
Galpões da Receita ficam lotados com caixas de cigarros ilegal: 4,3 milhões de maços apreendidos até outubro — Foto: TV TEM/Reprodução