Após “boom olímpico”, Vadão cobra mais apoio ao futebol feminino no Brasil

0
Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Treinador admite dificuldades para observar jogadoras ao redor do país e crítica esquecimento da mídia após fim da Olimpíada do Rio de Janeiro

Vadão não esconde o desapontamento por observar a falta de apoio ao futebol feminino após a passagem da Olimpíada pelo Brasil. O técnico da seleção brasileira feminina voltou a pedir ajuda para divulgar o esporte pelo país.

Em Itu, no interior de São Paulo, para um período de treinos preparatórios para o Torneio das Nações, no fim do mês nos Estados Unidos, o treinador revelou um pouco das dificuldades atuais e o sentimento por sentir o futebol feminino “ignorado” após grande assédio por conta dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

– Temos uma afinidade grande do torcedor brasileiro, mas falta uma grande divulgação. Nosso campeonato não tem mais transmissão. Ganhamos a Copa América, conseguimos vaga para a Olimpíada, Mundial e ninguém viu os gols. Precisamos de mais apoio nesse sentido. Hoje, só o Corinthians transmite os seus jogos através das redes sociais – disse Vadão.

Vadão busca novos nomes para compor grupo que disputará Olimpíada e Copa do Mundo  (Foto: Lucas Figueiredo/CBF )
Vadão busca novos nomes para compor grupo que disputará Olimpíada e Copa do Mundo (Foto: Lucas Figueiredo/CBF )

A seleção brasileira feminina foi campeã da Copa América no início do ano. O título conquistado no Chile garantiu vaga na Copa do Mundo de 2019, na França, e na Olimpíada de 2020, em Tóquio. Buscando nomes para renovar o grupo de jogadoras que terá nos próximos dois anos Copa do Mundo e Olimpíada, Vadão avalia a importância de cada vez ter períodos para treinos com jogadoras que estão no radar da comissão técnica.

– A renovação é automática, aos poucos vamos trazendo novas jogadoras. Mesclamos a seleção para participar desse torneio, já que não poderemos contar com jogadoras de vários países, que não foram liberadas. Importante para podermos observar nomes para compor o ciclo que teremos pela frente – analisa Vadão.

A seleção brasileira feminina treina até o próximo domingo em Itu de olho no Torneio das Nações, que será realizado nos Estados Unidos entre o fim de julho e início de agosto. Por não ser uma Data Fifa, algumas jogadoras não foram liberadas pelos seus clubes, abrindo ainda mais espaço para testes e oportunidades a jogadoras que estão sendo observadas pela comissão técnica.

No Torneio das Nações, o Brasil irá enfrentar a Austrália (26/7), o Japão (29/7) e os Estados Unidos (02/8). Como atua em solo americano, Marta tem presença confirmada e se junta ao grupo dias antes do início da competição amistosa.