Antes da Copa, Cueva foca São Paulo: “Momento mais importante da carreira”

0
Depois de oscilar bastante, Cueva (à esq.) voltou a mostrar um bom futebol no São Paulo (Foto: Marcelo Hazan)

Peruano quer levar seleção à Rússia, mas antes busca segunda vitória seguida no Brasileirão

Nos últimos jogos, Cueva voltou a ser protagonista no São Paulo. Na temporada, o meia peruano é o terceiro artilheiro, com nove gols, e o maior garçom, com 11 passes decisivos.

Além de continuar lutando para deixar o Tricolor mais longe da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o camisa 10, nos próximos dias, tem a missão de levar a seleção do Peru para a Copa do Mundo.

Serão dois duelos contra a Nova Zelândia, nos dias 11 e 15 de novembro. O jogador garante: vive o momento mais importante da carreira.

– Trata-se da seleção, do meu país, são muitos anos que não vamos ao Mundial (desde a Espanha-1982). Seria melhor ainda se estivéssemos brigando mais acima na tabela (no Brasileirão). Estou feliz, trabalhando forte e preparado para ajudar o São Paulo e a seleção peruana. Até viajar, minha cabeça estará no São Paulo. Depois, vou pensar na seleção – afirmou o jogador, que concedeu entrevista coletiva nesta quarta-feira.

Cueva elogiou a atitude da diretoria tricolor, que trabalhou nos bastidores para antecipar a partida contra o Atlético-GO para o dia 4 de novembro. Com isso, o jogador poderá atuar antes de se apresentar à seleção peruana, no dia 6.

– Sempre falei que a diretoria vem fazendo seu trabalho da melhor maneira. Estou tranquilo, feliz por poder ajudar. Gostaria de estar em todos os jogos da minha equipe, mas nem sempre isso é possível. Procuro defender o São Paulo e a seleção do Peru da mesma maneira – ressaltou.

O ano de 2017 tem sido de altos e baixos para o peruano. Sob o comando de Rogério Ceni, ele iniciou a temporada muito bem, sendo decisivo. No fim de março, sofreu uma lesão na coxa esquerda com seleção do seu país e, quando voltou, demorou a deslanchar. Com Dorival Júnior, chegou a ser barrado, mas depois recuperou a posição e não saiu mais.

– São momentos. Mas nunca me escondi e valorizo isso. Falaram muitas coisas sobre a minha pessoa, mas sempre mostrei a minha cara. Sinto que o que faço é importante para o grupo, e temos que continuar trabalhando juntos para o bem do São Paulo – afirmou o peruano.

Sobre o clássico de sábado, contra o Santos, Cueva ressalta a importância de conquistar a segunda vitória seguida e repete o discurso do goleiro Sidão: se o time repetir o que fez contra o Flamengo, no domingo passado, tem boas chances de conquistar novamente os três pontos.

– O Campeonato Brasileiro é muito difícil, todos os times são competitivos. Ganhar o clássico será muito importante para subir na tabela. A meta é repetir o que fizemos contra o Flamengo. Ainda precisamos de regularidade, de sequência de vitórias – analisou.