Ameaças de bomba fecham Estádio Aquático e rua perto do Maracanã

0

Duas ameaças de bomba fecharam, na noite desta terça-feira, o Estádio Aquático do Parque Olímpico e a Rua São Francisco Xavier, próximo ao Maracanã, palco da abertura da Olimpíada.

No Estádio Aquático, uma mochila suspeito levou ao fechamento do equipamento olímpico. Equipes da Força Nacional estão no local e o conteúdo da mochila ainda está sendo investigado.

Estádio Aquático
Estádio Aquático Foto: Renato Sette Camara/Prefeitura/Divulgação

Na Tijuca, a Rua São Francisco Xavier foi interditada após policiais encontrarem uma bolsa na calçada, no início da noite desta terça-feira. Equipes do Esquadrão Antibombas da Polícia Civil foram enviadas para analisar o material, na altura do campus da Uerj. Até as 19h30m, a corporação não tinha maiores informações sobre a ocorrência.

A interdição prejudicou o trânsito em vias da região. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, a Radial Oeste foi uma das mais afetadas, nos dois sentidos de circulação, assim como a Avenida Maracanã. Havia congestionamentos também nas ruas Radialista Waldir Amaral, Professor Eurico Rabelo e na Praça da Bandeira.

O analista contábil Fernando Farias, de 40 anos, observou a ação da polícia da janela da empresa onde trabalha.
— Deu para ver com uma distância que nôs deixava seguro. Fomos orientados a ficar dentro do prédio. Aparentemente está tudo tranquilo, mas a bolsa ainda permanece no local — disse.

Esquadrão anti-bombas está no local
Esquadrão anti-bombas está no local Foto: Reprodução

Na manhã desta terça-feira, outra ameaça de bomba prejudicou a circulação na cidade. Após mais de duas horas de interrupção do Veiculo Leve Sobre Trilhos (VLT) na parada do Aeroporto Santos Dumont, no Centro do Rio, a Polícia Federal constatou que não havia bomba em uma sacola deixada dentro do VLT.

 

DEIXE UMA RESPOSTA