Polícia prende suspeito de participar de estelionato que terminou em morte

0
Carro usado pelas golpistas durante a fuga (Foto: Reprodução / TV TEM)

Crime foi em São José do Rio Preto; advogado foi preso em Rio Claro.
Homem seria dono do carro dirigido por mulher que atropelou idoso na fuga.

A Polícia Civil de São José do Rio Preto (SP) prendeu nesta quinta-feira (18) um advogado de Rio Claro (SP) suspeito de envolvimento no estelionato seguido de morte em Rio Preto. Segundo a polícia, o advogado é dono do carro que foi usado por duas mulheres no golpe e que acabou matando atropelado um idoso na fuga. O caso foi em junho e, na época, ele esteve em Rio Preto para reconhecer o carro e disse que o veículo tinha sido furtado.

Segundo a Polícia Civil de Rio Preto, os policiais suspeitaram da versão do advogado dizendo que o carro tinha sido furtado. Desde então, a polícia colheu provas que, em tese, comprovam o envolvimento do advogado com o restante da quadrilha. O pai do advogado preso e outra mulher que teria participado do golpe tiveram a prisão decretada e estão foragidos.

A prisão do advogado foi feita depois de a Justiça entender que seria necessária a prisão preventiva do suspeito. Ele deve permanecer preso em Rio Claro até a Justiça determinar sua transferência para Rio Preto.

Carro passou em alta velocidade próximo a pedestres na fuga (Foto: Reprodução / Emurb)
Carro passou em alta velocidade próximo a pedestres na fuga (Foto: Reprodução / Emurb)

Entenda o caso
De acordo com a polícia, a idosa Jandira Machado, de 75 anos, foi abordada por duas mulheres no Centro de Rio Preto, que diziam estar com um bilhete premiado. A polícia diz que a aposentada acreditou na falsa história e aceitou trocar o bilhete por joias, mas disse que precisaria ir até a casa dela para buscá-las.

Imediatamente a dupla ofereceu carona à idosa e foi até a casa dela. Depois que a idosa pegou as joias e saiu com as mulheres, uma sobrinha da vítima desconfiou da história e resolveu seguir o carro das desconhecidas que ainda faria uma parada no banco para que a vítima fizesse um saque para completar a quantia pedida por elas.

Quando a dupla percebeu que era seguida pela sobrinha, entrou em uma rua do Calçadão da cidade e atropelou um idoso de 69 anos, na rua Bernardinho de Campos. Lázaro Firmino morreu na hora. As suspeitas seguiram em alta velocidade até a avenida Philadelpho Gouvea Neto, onde atropelaram outra mulher, que estava de moto.

Em seguida, a dupla jogou a idosa para fora do carro, que estava em movimento, na rua Primeiro Mestre. De acordo com a polícia, minutos depois o carro foi abandonado pelas mulheres no cruzamento das ruas Belmonte com Santa Catarina, na Vila Ipiranga.

Momento em que o idoso é atropelado no Calçadão (Foto: Reprodução / Emurb)
Momento em que o idoso é atropelado no Calçadão (Foto: Reprodução / Emurb)

DEIXE UMA RESPOSTA