Votação do reajuste no valor do IPTU é adiada após protesto na Câmara de Araçatuba

0
Moradores de Araçatuba protestam contra reajuste do valor do IPTU

Nova votação está prevista para o dia 20 de novembro. Vereador Alceu Batista (PV) afirma que no período novas propostas podem ser avaliadas.

A votação sobre o projeto que prevê o reajuste no valor do IPTU de Araçatuba (SP) foi adiada para o dia 20 de novembro, depois que moradores protestaram contra a decisão na sessão da Câmara de segunda-feira (6).

“Neste período nós vamos ouvir outras propostas que trouxeram e acho que seria bom levar ao prefeito e vereadores para analisar a viabilidade de aplicar este projeto ao governo”, comenta o vereador Alceu Batista (PV).

O projeto da prefeitura enviado à Câmara inicialmente estipulava aumento de 40% do IPTU de Araçatuba, 20% para o ano que vem e mais 20% para 2019. No entanto, a prefeitura retirou o segundo aumento.

Outro projeto apresentado em regime de urgência previa desconto de 15% para os moradores que não tivessem dívida com o imposto e outros 10% para pagamentos a vista ou em até três vezes, mas alguns moradores também questionaram a forma do benefício.

Moradores que assistiram à sessão da Câmara de Araaçtuba (SP) protestaram contra projeto que prevê o reajuste do valor do IPTU (Foto: Reprodução/TV TEM)
Moradores que assistiram à sessão da Câmara de Araaçtuba (SP) protestaram contra projeto que prevê o reajuste do valor do IPTU (Foto: Reprodução/TV TEM)

“Ninguém nega que se tenha aumento, mas que este aumento não prejudique o pequeno que paga todo mês. É um projeto que deve ser bem discutido com a população”, afirma o comerciante Deomar Cavazzana, que acompanhou a sessão.

Por causa da pressão da população presente, a sessão chegou a ser interrompida por mais de uma hora e só voltou quando policiais militares chegaram à Câmara.

“A gente tentou conduzir a sessão por várias vezes, procurando segurança para prosseguir os trabalhos. Pedimos a colaboração das pessoas presentes que estão aqui para se manifestar e colocar ideias e sugestões em pauta. Tudo isso faz parte, mas a partir do momento que existe ofensa e coloca em risco e segurança dos vereadores a gente não pode concordar”, disse o presidente da Câmara Rivael Papinha.

Contudo, mesmo com a presença da PM, a população continuou se manifestando de forma passiva durante a reunião e a votação do projeto foi adiada.

Moradores de Araçatuba (SP) acompanharam a sessão da Câmara (Foto: Reprodução/TV TEM)
Moradores de Araçatuba (SP) acompanharam a sessão da Câmara (Foto: Reprodução/TV TEM)