Reservatórios de usinas da região estão com nível abaixo do esperado

0
Em condições normais, água chegaria nas árvores (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Em Ilha Solteira, volume da represa baixou 20% em cinco meses.
De acordo com professor da Unesp, culpa é das chuvas irregulares.

Apesar de o verão brasileiro ter como característica as chuvas fortes, o nível das hidrelétricas na região noroeste do estado continua abaixo do esperado. Em Ilha Solteira (SP), o volume da represa que alimenta a usina hidrelétrica baixou 20% nos últimos cinco meses.

Segundo especialistas, o que falta é regularidade nas chuvas para que o nível das represas volte a subir. Enquanto isso fica fácil ver as pedras no fundo da represa e até mesmo alguns galhos.

Apesar de em 2016 já ter chovido mais do que o esperado para o ano todo, de acordo com o canal clima da Unesp de Ilha Solteira, as chuvas não têm sido constantes e ocorrem de maneira isolada.

“Em novembro nós tivemos chuvas muito abaixo do esperado. Em dezembro, já fechamos a primeira semana e só choveu 15% do esperado. Nós temos uma irregularidade muito grande nessas chuvas e, no entanto, temos o agosto mais chuvoso da história”, afirma o professor da Unesp, Fernando Tangerino.

O nível das represas corrobora a tese de Tangerino. Em Ilha Solteira, por exemplo, a capacidade do reservatório passou de 84% em julho para 59% em dezembro. Mesmo assim, segundo a concessionária que administra o local, o volume está dentro do esperado para o período.

DEIXE UMA RESPOSTA