Região de Rio Preto tem a menor taxa de mortalidade infantil do Estado

0
Ampliação do acesso ao pré-natal ajuda a dminuir a taxa de mortalidade (Foto: Reprodução/TV TEM)

Mortalidade infantil na região de Rio Preto caiu 32,3% nos últimos 15 anos.
Taxa foi de 8,4 óbitos de menores de um ano por mil nascidos vivos.

A mortalidade infantil na região de São José do Rio Preto (SP) caiu 32,3% nos últimos 15 anos, segundo o balanço divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde em parceria com a Fundação Seade.

De acordo com o balanço, em 2015, a taxa foi de 8,4 óbitos de menores de um ano por mil nascidos vivos, a menor entre os 17 Departamentos Regionais de Saúde do Estado. Em 2000, era superior a 12. O comparativo ano a ano mostra uma queda gradual, sendo que, em 2014, a taxa foi de 9,5.

No ano passado, a região de Rio Preto teve 18.948 nascidos vivos e 159 óbitos infantis. O aprimoramento da assistência ao parto e à gestante, o incentivo ao aleitamento materno, a ampliação do acesso ao pré-natal, a expansão do saneamento básico e a vacinação em massa de crianças pelo SUS (Sistema Único de Saúde) são os principais motivos para a queda na taxa.

Nos últimos 25 anos, a queda na taxa do Estado foi de 65,7%. A proporção era de 31,2 mortes a cada mil nascidos vivos, em 1990. No ano passado, o índice foi de 10,7; em 2000, era de 17 crianças em cada mil, evidenciando redução de 37,1% nos últimos 15 anos. Em 2014, a taxa de mortalidade no Estado de São Paulo havia sido de 11,4 óbitos por mil crianças nascidas vivas.

DEIXE UMA RESPOSTA